Seu casamento vai ser na Igreja? Então confira estas dicas para não ter nenhum problema

 

Se você é daqueles que gosta de planejar bem para não ter problemas na hora do casamento e não acabar tendo gastos fora do orçamento previsto, vai gostar de saber o que pode fazer com antecedência para evitar dor de cabeça.

 

 

Uma dica essencial para quem quer casar na Igreja, é que os noivos procurem o local que pretendem se casar com um ano de antecedência para acertar detalhes como disponibilidade de data e horário. A partir de seis meses de antecedência, os noivos devem providenciar os documentos exigidos pela Igreja.

Confira as outras dicas:

 

1. Batistério

Entrar com a requisição do Batistério nas Igrejas em que a noiva e o noivo foram batizados. O Batistério é o documento que certifica que a pessoa foi batizada para fins de casamento. Este documento só tem validade por seis meses.

 

2. Documentação 

Para dar entrada ao processo matrimonial são necessários os seguintes documentos: Batistério do noivo e da noiva; Certificado do Curso de Noivos, Certidão de Habilitação, Casamento Civil, Cópia da Carteira de Identidade dos noivos, Comprovante de residência dos noivos.

 

3. Entrada no processo matrimonial

Independente da Igreja escolhida para a celebração do matrimônio os noivos devem procurar a secretaria da paróquia da região onde um dos dois reside para dar entrada ao processo matrimonial. Isso deve ser feito com antecedência mínima de 90 dias. Esse tempo é necessário para que todas as providências sejam tomadas, como transferências, entrevistas e publicação dos proclamas.
Proclamas: Publicação da cerimônia religiosa de casamento que é fixada no quadro de avisos ou murais da Igreja.

 

4. Solicitação de dispensa (religião dos noivos)

Informar com antecedência a Secretaria Paroquial caso um dos noivos seja cristão não católico (protestante, evangélico, pentecostal), de outra religião (budista, islâmico, judeu) ou ateu. A Igreja Católica respeita as crenças, porém, nesses casos, a paróquia fará um documento de “Solicitação de dispensa” ao Arcebispo, sem o qual não se pode realizar a celebração do matrimônio.

 

5. Data e horário

Após 15 dias, os noivos devem verificar se o processo chegou à Igreja solicitada e, então, confirmar na Secretaria o horário da celebração e o nome do celebrante.

 

6. Entrevista com o padre

Tendo acertado a data e o horário, é necessário marcar a entrevista com o padre responsável pela Igreja. Nessa entrevista, o sacerdote irá tratar de assuntos de ordem prática da cerimônia, esclarecendo dúvidas dos noivos e se certificando de seus firmes propósitos de se unirem em matrimônio.

 

7. Músicos

Os noivos devem escolher os músicos (de acordo com a regra da Igreja) e comunicar ao responsável pela Igreja.

 

8. Ornamentação

Cada Igreja tem suas próprias regras sobre horários para ornamentação, sobre o que pode ser feito em relação à iluminação, etc. Procure com antecedência o responsável por esse setor na Igreja escolhida para esclarecer quaisquer dúvidas.

 

 

Dicas do site da Arquidiocese de Salvador

Faça um comentário