Você não vai acreditar no que este noivo fez! Por essa ninguém esperava.

A cerimônia de casamento de Jefferson e Jéssica seguia seu curso natural, como qualquer outro casamento preparado com muito esmero e amor. Durante a leitura dos votos matrimoniais, o noivo arrancou muitas lágrimas da sua amada.

Mas a maior declaração de amor ele reservou para outra pessoa, pegando a noiva e todos os presentes totalmente de surpresa.

Uma declaração de amor inesperada

Ele começa a ler os votos que preparou para a filha de Jéssica, Giovana: “Gi, sei que, às vezes, eu sou chato…” e relata várias coisas que todo pai de verdade deveria fazer por uma filha (ou filho), como coisas divertidas, apelidos fofos, cobranças necessárias, ensinos fundamentais.

E continua: “Mas, eu também te dou amor, carinho, cuido de você para sempre te proteger, e não deixar que nada de mal te aconteça”.

Ele diz não saber explicar muito bem o que sente por ela, afinal não é o pai biológico, apenas o “paidrasto”. “Mas se eu pudesse pedir qualquer coisa para Deus, eu pediria que ele me desse você como filha”, ele diz chorando. “Eu seria o pai mais orgulhoso do mundo, por ter uma filha tão linda, inteligente e educada como você”.

Então, prometeu amá-la sempre, protegê-la, e dar tudo de si para fazê-la feliz. “Eu te amo, meu amor!”, encerra com os olhos marejados, a voz embargada e um abraço demorado. Depois de ter feito a pequena Gi, sua mãe e todos que assistiam chorar até soluçar.

A menina, então, pega o microfone para agradecer por tudo o que ele disse, diz que o aceita como seu “pai de coração” e expressa seus sentimentos aos prantos. Foi o ápice da emoção.

Todo pai, padrasto ou futuro padrasto precisa assistir isso!

Que este vídeo inspire todo homem, seja ele pai biológico ou tenha decidido se casar com uma mulher com filhos, a ter uma postura tanto quanto nobre e sensível.

Toda criança tem direito de ser criada por pais – biológicos, adotivos, ou “emprestados” – que as amem de verdade, pois cada uma delas precisa e merece ser amada.

Fonte: Familia

Faça um comentário