A TV é a única companhia de milhões de brasileiros insones. Alguns programas chegam a marcar 5 pontos no Ibope nas primeiras horas da madrugada. Esse índice representa 1 milhão de pessoas na Grande São Paulo.

Para atender a este público, a Rede Vida estreia no próximo dia 1º o Conta Comigo. O apresentador Dalcides Biscalquin ficará no ar da meia-noite às 2h, ao vivo, com a missão de aconselhar quem busca orientação emocional ou espiritual.

Ex-padre, Dalcides é mestre em Comunicação, filósofo e teólogo. Escreveu vários livros. Entre eles, A Vida é Feita de Escolhas (Edições Loyola), com reflexões a respeito das decisões tomadas ao longo da vida.

Em entrevista ao blog, o apresentador revelou a expectativa em relação ao novo desafio na TV e comentou o apoio recebido da mulher, Mariana Godoy, apresentadora da RedeTV!

Como surgiu a ideia do Conta Comigo?

Ter um programa ao vivo, nas madrugadas da Rede Vida, para levar fé, esperança, carinho e conforto aos telespectadores é um projeto ousado, que vem sendo sonhado e idealizado há muitos anos. Mas, entre sonho e realidade há sempre um caminho a ser percorrido. Decidimos com coragem, dar um grande passo. E, pode ter certeza, esse programa vai mudar vidas, resgatar famílias, despertar a fé em muita gente.

Qual a sua expectativa em relação ao perfil do telespectador do Conta Comigo e à audiência?

Tenho os pés no chão e o olhar no infinito. Sei da grande concorrência em relação ao Ibope. Quero falar aos milhões de brasileiros ligados na TV naquele horário. Mas, desejo, antes de tudo, fazer a diferença na vida de cada telespectador. Não vou me fixar a um determinado perfil. Quero ter uma palavra para jovens, adultos, idosos e para todos os que precisarem de um amigo. Não foi à toa a escolha do nome do programa: Conta Comigo.

Ficar duas horas no ar, ouvindo problemas e aconselhando, vai certamente exigir muito do seu físico também do emocional. Como pretende se preparar para essa maratona?

Eu me preparo pra essa missão há muito tempo. Essa tem sido a minha vida: ouvir, aconselhar, ajudar a dar passos em direção ao novo, tudo isso também me faz viver. É uma troca. Trata-se não apenas de um trabalho, mas verdadeiramente de uma missão.

A sua experiência como sacerdote será de alguma maneira usada no programa?

A minha experiência de 10 anos no exercício sacerdotal nunca sairá de mim. O meu jeito de olhar o mundo, os relacionamentos, a vida, sempre vai passar pelo coração eternamente sacerdotal.

Nos programas ao vivo com a participação de telespectadores há o risco de imprevistos, pegadinhas e gafes. Está preparado para essa prova de fogo que é trabalhar com o imprevisível?

Claro que sim (risos). Deus me fez livre. Não tenho mais nada a provar nem a temer. A ilusão de ser perfeito já ficou no passado. Venha o que vier, vou levar com leveza. Estou convencido de que a vida é mais simples do que já imaginei em outros tempos.

Na sua opinião, as pessoas estão precisando cuidar mais da espiritualidade? Isso as ajudaria a enfrentar os problemas do dia a dia?

Há uma busca quase que desesperada de encontrar a felicidade, de ter sucesso, de ser famoso, de sobreviver aos fracassos. Há muita pressão em tudo. Nesse ambiente pouco saudável, a espiritualidade pode nos resgatar a sanidade e a paz interior. Dessa forma, o Conta Comigo será um oásis no deserto. Um espaço de reencontrar forças e voltar à vida.

Às sextas, você e sua mulher, a apresentadora Mariana Godoy, estarão no ar ao mesmo tempo, concorrendo por alguns minutos no Ibope. Como encaram essa situação inusitada?

Concorrendo, não (risos). Somos parceiros. Vibramos juntos com o sucesso de um e de outro. Eu dou sugestões para o programa dela. Ela faz pautas para o meu programa. E assim a gente se diverte e trabalha muito. Sempre juntos.

(Dalcides Biscalquin continuará no comando do Escolhas da Vida, programa exibido de segunda a sexta, das 11h05 às 11h50, com histórias de vida e aconselhamento; mas, por conta do Conta Comigo, deixou a apresentação do também diário Tribuna Independente, no horário nobre da Rede Vida.)

Fonte: Terra

Faça um comentário