A igreja de São Lucas de Colán em Piura, localizado na região norte do Peru, é o primeiro templo católico da América do Sul, foi construído em 1535. Desde 1983, a igreja é considerada monumento histórico nacional, está bem conservada, mas poderia acabar sendo muito prejudicada pelo Fenômeno El Niño prognosticado para este ano.

Assim o indicou o Arcebispado de Piura em um comunicado recente intitulado “Em defesa da igreja de São Lucas de Colán”, no qual adverte a “desatenção e inação” das autoridades governamentais na proteção do histórico templo católico.

El Niño é um fenômeno climático cíclico que acontece no Oceano Pacífico ocidental equatorial, caracterizado por causar intensas chuvas, sobretudo na costa da América do Sul.

Segundo diversos relatórios climáticos, o fenômeno deste ano poderia chegar a ser o mais forte em vários anos.

O templo, explicou a Arquidiocese, é um “testemunho eloquente de que a fé cristã e católica marca profundamente nossa identidade como Região e Nação”, e destacou que dentro desta igreja estão “obras artísticas de grande valor”.

Por isso, o Arcebispado de Piura solicitou desde 2014 reiteradamente “sua inclusão na relação dos bens imóveis que devem ser protegidos” ante a ameaça do “El Niño”.

O custo das obras requeridas para proteger o templo é de aproximadamente 20 mil dólares.

“Apesar das reiteradas promessas do Ministério de Cultura de transferir os recursos necessários”, até então estas não foram cumpridas, criticou a Arquidiocese de Piura.

A Arquidiocese peruana lamentou que, embora outros lugares arqueológicos estejam sendo protegidos, este não foi o caso de reconhecidos patrimônios monumentais como por exemplo a igreja de São Lucas de Colán, a igreja de El Carmen ou a igreja de Nossa Senhora das Mercedes.

Fonte: ACI

Faça um comentário