O Papa Francisco explicou que Deus deu ao homem vários dons, entre eles o amor entre um homem e uma mulher, além do dom da Criação.

Na homilia que pronunciou durante a Missa na manhã de hoje na Casa Santa Marta, o Santo Padre também reconheceu que “o diabo entra pelo bolso”.

“Senhor, que é o homem, para dele assim vos lembrardes?”. “Pouco abaixo de Deus o fizestes, coroando-o de glória e esplendor”, disse Francisco ao comentar o Salmo 8.

“Antes de tudo, nos deu o DNA, isto é, nos fez filhos, nos criou à Sua imagem, à Sua imagem e semelhança, como Ele. E quando alguém faz um filho, não pode dar para trás: o filho está feito, está ali. E que o assemelhe muito ou pouco, è seu filho; recebeu a identidade. E se o filho se torna bom, o pai fica orgulhoso”.

O Papa assinalou que “Jesus nos deu esta identidade de filho: homem e mulher; devemos acrescentar: filhos”. “A terra foi confiada aos homens a fim de que a cuidassem com o seu trabalho e não para destruí-la”, disse.

“Assim como Ele trabalhou na Criação, deu a nós o trabalho, deu o trabalho de levar adiante a Criação. Não de destruí-la; mas fazê-la crescer, cuidar, proteger e fazê-la produzir fruto”.

O Pontífice falou também acerca do dinheiro e comentou que “dizem as avós, que o diabo entra pelo bolso: pode ser… podemos pensar a quem deu dinheiro… Deu toda a Criação para preservá-la e levá-la adiante. E, finalmente, criou Deus o homem à sua imagem; homem e mulher os criou”.

Em seguida, o Santo Padre explicou o “último” dom que Deus fez: “homem e mulher Ele os criou. Não é bom que o homem viva sozinho. E fez a companheira”.

“Agradeçamos ao Senhor por esses três presentes que nos deu: a identidade, o dom-tarefa e o amor. E peçamos a graça de proteger esta identidade de filhos, de trabalhar o dom que nos deu e levar avante com o nosso trabalho este dom, e a graça de aprender todos os dias a amar mais”.

Salmo comentado pelo Papa:

Salmo 8

— Ó Senhor nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo!

— Contemplando estes céus que plasmastes e formastes com dedos de artista; vendo a lua e estrelas brilhantes, perguntamos: “Senhor, que é o homem, para dele assim vos lembrardes e o tratardes com tanto carinho?”

— Pouco abaixo de Deus o fizestes, coroando-o de glória e esplendor; vós lhe destes poder sobre tudo, vossas obras aos pés lhe pusestes.

— As ovelhas, os bois, os rebanhos, todo o gado e as feras da mata; passarinhos e peixes dos mares, todo ser que se move nas águas.

Fonte: ACI Digital

Faça um comentário