Por que os católicos acendem velas votivas?
Por que os católicos acendem velas votivas? (Foto:Divulgação)

Talvez nenhum outro objeto represente melhor um “católico” que as velas votivas, especialmente se elas são colocadas diante de imagens ou estátuas em uma igreja.

Quando um filme ou programa de televisão quer que o público reconheça que um personagem é católico, um confessionário ou um rack de velas votivas certamente irá aparecer.

A confissão, é claro, é um sacramento, mas e essas velas? Eles são uma prática supersticiosa?

Veja também:
Oração de São Tomás de Aquino para pedir Sabedoria
Oração de Benção para o mês de agosto

Na verdade, elas são exatamente o contrário.

“Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida” (João 8:12).

Na Vigília de Páscoa, o diácono ou sacerdote entra na igreja escurecida com a única vela, dizendo: “Cristo, nossa Luz”. E a congregação responde: “Graças a Deus”. Isso lembra como Jesus entrou em nosso mundo de pecado e da morte para nos levar até a luz de Deus.

Além de serem usadas para iluminar os lugares onde os primeiros cristãos celebravam a Missa, as velas também iluminavam os túmulos dos mártires.

O padre William Saunders explica que “há evidências de que velas ou lamparinas foram acesas nos túmulos dos santos, em particular dos mártires, nos anos 200 e diante de imagens sagradas e relíquias até os anos 300”.

Neste contexto, a “luz significa a nossa oração oferecida pela fé que vem da luz de Deus. Com a luz da fé, pedimos a nosso Senhor em oração ou solicitamos aos santos que intercedam por nós junto a Deus”. A palavra “vigília” vem do latim e refere-se a “vigiar”.

A vela da vigília é acesa e permanece assim por um período de tempo, simbolizando que desejamos “permanecer presentes no Senhor em oração, mesmo que possamos deixá-lo por algum momento para nos dedicarmos aos negócios cotidianos”.

A vela acesa também lembra ao indivíduo que os santos estão constantemente orando por seus pedidos.

Outra palavra que devemos destacar (e que se refere à vela) é “votiva”, que vem do latim votum (promessa, dedicação ou simplesmente oração). Essa palavra reforça a ideia de que as velas representam nossas orações diante de Deus.

Enfim, nossas orações, muitas vezes, precisam ser expressas de forma física e tangível. Isso ajuda a nossa alma a descansar e é uma maneira de aprofundar nossa espiritualidade.

Semelhante ao incenso, a luz das velas é um lembrete físico que aponta nossas almas para Deus.

Nós não acendemos velas porque acreditamos que, com isso, nossas orações serão certamente atendidas por Deus, mas porque precisamos de algo visual para conectar nosso corpo e nossa alma.

Fonte: Aleteia

Faça um comentário