O estado de saúde do Papa Emérito Bento XVI é estável e não há nenhuma informação de última hora que nos deva causar alarme sobre isso. Foi o que confirmou uma fonte do Vaticano depois dos rumores divulgados por alguns blogs que pedem oração por Joseph Ratzinger e asseguram que ele estaria muito doente e não conseguiria mais celebrar a Missa.

Bento XVI, de 90 anos, está no convento Mater Ecclesiae, dentro do Vaticano, em entrega a Deus, ou seja, em vida contemplativa e de oração. Por isso “não corre pelos Jardins Vaticanos”. Mas, segundo a fonte, que pediu anonimato, ele está bem. Inclusive, recentemente, recebeu a visita de um sacerdote amigo, que disse tê-lo encontrado “lúcido” e com plenas faculdades intelectuais.

Leia também:
Bento XVI e o anúncio de jornal que mudou a história da Igreja
“Não precisamos de um Estado que regule e domine tudo” afirma Bento XVI

Para provar que não há motivos para notícias alarmantes sobre a saúde do Papa Emérito, também há evidências de um encontro de 05 de outubro de 2017 entre Bento XVI e os sacerdotes de Lyon, França, dentro do Vaticano. No vídeo abaixo, Joseph Ratzinger aparece com um semblante bom e rodeado de atenção e carinho.

Depois de participar de uma audiência com o Papa Francisco, os sacerdotes franceses foram aos Jardins Vaticanos. Eles se recolheram em oração e cantaram ao redor do Pontífice alemão.

Os clérigos, acompanhados pelo cardeal Philippe Barbarin e o bispo auxiliar de Lyon, Emmanuel Gobilliard, foram testemunhas do encontro considerado uma “bênção” e citado em redes sociais.

Nas imagens, apesar da idade avançada e algumas limitações físicas já conhecidas, Bento XVI aparece atento e disponível às atenções do grupo de consagrados.

Segundo o grupo, O Papa Emérito chegou em um pequeno automóvel elétrico e se mostrou muito solícito: “Bento XVI se referiu à figura de São Irineu, destacando que a Igreja lhe deve muito”, disse o Monsenhor  Gobilliar. Depois, Ratzinger acompanhou o grupo na oração de um mistério do Rosário, conforme relatou a Agência I-Media.

Fonte: Aleteia

Faça um comentário