O Arcebispo de Piura, no norte do Peru, Dom José Antonio Eguren Anselmi, recordou três conselhos do Papa Francisco para ser um bom sacerdote, na Missa em que ordenou quatro novos presbíteros para sua Arquidiocese no domingo, 14 de agosto, véspera da Assunção da Virgem Maria.

Dom Eguren ordenou sacerdotes David Ancajima Ramos, Santos Enrique Bautista Orozco, Luis Tito Castillo Silva e Luis Augusto Ramírez Albán Cueva.

A eles, disse que “ao ordenar-se presbíteros nesta festa mariana, seu sacerdócio fica sob o sinal da Mãe” e pediu aos fiéis que os “encontrem sempre disponíveis e acolhedores, sobretudo para lhes administrar o sacramento da reconciliação, porque um sacerdote é instrumento da misericórdia divina”.

O Arcebispo os encorajou a ter sempre “o fogo do amor do Senhor Jesus” e que “em sua caridade pastoral sigam estes três conselhos do Papa: busquem, incluam e alegrem-se”.

1. Busquem

“Isso é sempre ir atrás da ovelha perdida até encontrá-la, sem se deixar atemorizar pelos riscos ou os demais, sem privatizar os tempos e os espaços cedendo à própria comodidade e tranquilidade, sem se render ante as dificuldades, porque um sacerdote sempre está em saída de si mesmo”, incentivou o Prelado peruano.

Dom Eguren recordou aos presbíteros que “o epicentro do seu coração está fora dele: está no Senhor e nos outros. Às vezes, terão que sair para buscar a ovelha perdida, para conversar e persuadi-la. Outras vezes, deverão permanecer diante do Sacrário, lutando com o Senhor por essa ovelha”.

2. Incluam

“Como Cristo ama e conhece as suas ovelhas, dá a vida por elas e nenhuma lhe é estranha, assim também vocês não excluam ninguém de seu coração, de seu coração e de seu sorriso”.

Com olhar amoroso e coração de pai, continuou o Arcebispo, “incluam e não desprezem ninguém. Estejam dispostos a sujar as mãos e os pés por todos. Como ministro da comunhão que celebra e vive, o sacerdote sempre deve rejeitar fofocas, murmurações e o veneno das más línguas”.

3. Alegrem-se

“Quando verem as ações maravilhosas do amor do Senhor através de vocês; quando gorem testemunhos de como Jesus reconcilia, cura e salva através de seu ministério, que essa seja a fonte de vossa alegria, porque a alegria de um bom pastor não é uma alegria para si mesmo, mas sim uma alegria para os demais e com os demais, é a alegria do amor”.

O Prelado exortou os quatro novos sacerdotes a que se cuidem “muito da mundanidade espiritual que nos rouba o sacerdócio, porque, em vez de buscar a glória do Senhor, o serviço à Igreja e a salvação dos seus irmãos, busca a própria glória humana e o bem-estar pessoal”.

O Arcebispo de Piura também animou os sacerdotes a que a celebração da Eucaristia seja o centro de seu ministério e lhes agradeceu “seu ‘sim’, que é um ‘sim’ para dar a vida por Jesus, por Sua Igreja e pelos irmãos, porque um sacerdote é chamado a entregar sua vida como Cristo, que entregou a sua por nós no altar da Cruz, dando assim testemunho constante de fidelidade e de amor”.

“Nutram o ‘sim’ de hoje cada dia e todos os dias para que sejam sacerdotes fiéis até a morte, porque, se a fidelidade não é renovada a cada dia, pode chegar o dia em que descubramos que não a temos mais”, completou.

Fonte: ACI

Compartilhe:

Faça um comentário