“A catequese de iniciação é, assim o elo necessário entre a ação missionária, que chama à fé, e a ação pastoral, que alimenta continuamente a comunidade cristã. Não é, portanto, uma ação facultativa, mas sim uma ação basilar e fundamental para a construção, tanto da personalidade do discípulo, quanto da comunidade. Sem ela, a ação pastoral não teria raízes e seria superficial e confusa: qualquer tempestade faria desmoronar todo o edifício.”
O processo evangelizador da Igreja tem duas etapas essenciais: 1ª etapa – convoca, chama à fé, à conversão (Evangelização) 2ª etapa – aprofunda e amadurece a vida de fé do discípulo de Cristo (Creio e Mandamentos).

A 1ª etapa da evangelização é o momento do primeiro anúncio do evangelho. O ponto central desta etapa é o anúncio do amor e da misericórdia de Deus para com todas as pessoas. O mais importante é que o catequista seja testemunha viva do amor de Deus. A evangelização tem a finalidade de colocar o catequizando em contato, em comunhão com Jesus Cristo para conhecê-Lo (Creio), amá-Lo (Mandamentos) e segui-Lo (Sacramentos).

A 2ª etapa está organizada em três fases:

OREMOS

1ª Fase: – A catequese do Creio é a fase em que o catequista, pessoa de fé, ajuda o catequizando a descobrir, em sua vida, a fé em Deus que é Pai que ama, que salva, que cria, que é o único e verdadeiro Deus; a crer em Jesus Cristo, o Filho de Deus, que entregou a sua vida para nos salvar; a crer no Espírito Santo, que é Deus que nos santifica e que anima e orienta a Igreja a ser sinal de salvação de Deus para o mundo.

Os Mandamentos e o Pai Nosso

2ª Fase: – A catequese dos Mandamentos ó o momento de experimentar a vida nova em Cristo. É a fase em que ajuda o catequizando a descobrir o caminho para a verdadeira felicidade, vivendo o Mandamento novo deixado por Jesus, o Mandamento de amar o outro com o mesmo amor de Jesus. Esta fase termina com a catequese sobre a oração do Pai Nosso, pois esta é a oração que resume todo o Evangelho e que ensina o catequizando a viver como verdadeiro filho de Deus e irmão de todos.

Os Sacramentos

A catequese dos Sacramentos é uma iniciação à vida litúrgica da comunidade. Pêlos Sacramentos da iniciação cristã, o catequizando experimenta a graça da salvação e do amor de Deus, e se toma membro do povo de Deus, a Igreja.

Celebração

3ª Fase: – Nesta fase é muito importante que os catequizandos sejam acolhidos pela comunidade cristã, porque é junto com a comunidade que os catequizandos celebram os Sacramentos da iniciação cristã (Batismo, Crisma e Eucaristia), se tornam os novos membros da Igreja, são incorporados à comunidade e recebem a missão de evangelizar. Assim é que se vai formando e crescendo o povo de Deus. Desse modo, a catequese é elemento indispensável da missão da Igreja.

Como iniciamos o Projeto Diocesano de catequese:
Para crianças a catequese começa a partir dos 7 anos de idade;
Para adolescentes, dos 12 aos 16 anos;
Para jovens e adultos a partir dos 17 anos de idade.

A Paróquia ou comunidade, ao iniciar o Projeto Diocesano de catequese, está iniciando uma nova caminhada. Por isso, as crianças que já estão fazendo catequese devem continuar o ritmo normal da catequese em curso. O Projeto é iniciado apenas com os novos catequizandos. Com o decorrer do tempo o Projeto vai ganhando corpo na comunidade.

Antes, porém, de iniciar os encontros de catequese da 1ª etapa (Evangelização), os novos catequizandos devem fazer uma ficha de inscrição para a catequese, e isto é feito durante o tempo da quaresma no Salão Paroquial São José. Qualquer criança, batizada ou não balizada, crismada ou não crismada, que tenha feito a 1ª Eucaristia ou não, poderá fazer a inscrição para frequentar a catequese.

No tempo da Páscoa, antes da celebração de Pentecostes, os catequistas fazem visitas às famílias dos seus catequizandos. É o primeiro contato com a realidade dos catequizandos. E, ainda no tempo pascal, os catequistas fazem uma reunião com os pais de seus catequizandos, após estes primeiros contatos, o catequista inicia com seus catequizandos, na festa de Pentecostes, os encontros da 1ª Etapa. Esta Etapa vai de Pentecostes até a quaresma do próximo ano. Na quaresma, os catequizandos que estão na Evangelização celebram o rito de admissão à catequese. Este rito é a passagem do tempo da Evangelização (1ª Etapa) para o tempo da catequese (2ª Etapa), catequese propriamente dita.

Os catequistas além dos encontros semanais com as crianças e adolescentes, se reúnem periodicamente para preparar os encontros e para formação tanto a nível paroquial como diocesano.

Fonte: Catequista Bruno / Paróquia Santa Cruz

Faça um comentário