A menina Lizzie de 3 anos estava visitando os parentes no Missouri (EUA) quando aconteceu um acidente no quintal deles. Lizzie escorregou desavisadamente na piscina. Felizmente, Sam, o irmão dela de 13 anos, conseguiu tirá-la da água imediatamente, mas ele disse: “O rosto dela estava cinza, seus lábios estavam azuis e você não conseguia ver as pupilas dela. Ela ficava cuspindo água.” Sam temeu muito por sua irmãzinha. Ele conseguiu fazer uma massagem cardíaca básica nela e ela voltou a respirar.

A família pensou que a menina estivesse fora de perigo, mas as coisas pioraram. Lizzie ficou letárgica de repente e muito sonolenta. A tia dela, Zina Jacobs, sabia que algo estava errado. Ela advertiu a mãe de Lizzie, Cassandra Marks, de que ela não deveria deixar a menina dormir. “Por que não?”, perguntou a mãe. “Porque ela não vai acordar novamente.”, respondeu Zina.

A família levou a garotinha para a emergência imediatamente. O palpite de Zina estava correto, Lizzie estava passando pelo chamado afogamento secundário  ou afogamento seco.

Crianças pequenas em particular correm este risco por este motivo: até mesmo pequenas quantidades de água podem causar uma infecção séria, que impede os pulmões de absorverem oxigênio suficiente. Se não for tratada imediatamente, esta condição pode ser mortal. Existem muitas histórias por aí de crianças recebendo ajuda tarde demais.

Lizzie foi uma das que tiveram sorte. Ela teve que permanecer no hospital por sete horas antes de poder voltar para casa. Para que isso não aconteça com quem você ama, é importante se certificar de que crianças pequenas nunca cheguem perto de uma piscina desacompanhadas, e de manter os olhos nelas depois que saírem da água. Sintomas como tosse, letargia, dificuldade para respirar ou lábios pálidos devem ser levados a sério. Não hesite em levar a criança para o hospital ou chamar a ambulância se ela exibir um destes sinais.

Compartilhe isso com pais que você conheça e vamos manter nossas crianças em segurança!

Fonte: Não Acredito

Compartilhe:

Faça um comentário