Descubra os malefícios e benefícios da ansiedade

A rotina atual nos leva a uma vida agitada, cheia de compromissos e outros eventos significativos em nosso dia-a-dia.

A incerteza e insegurança frente às diversas questões vivenciadas contribuem para o surgimento da ansiedade que vem afetando cada vez mais sujeitos, em diferentes idades.

Pessoas ansiosas em geral apresentam preocupações e tensões em excesso, ainda que tenha pouca coisa ou nada provocando estes sintomas. Exibem ainda, inquietação, dificuldade de concentração, irritabilidade, alterações do sono, entre muitos outros fatores.

A ansiedade é importante para nosso dia-a-dia, pois nos protege. Ela nos estimula a entrar em ação, nos deixando atentos a um perigo iminente e nos preparando para reagir diante de ameaças diversas. Porém, em excesso, prejudica nosso funcionamento psíquico e somático. Torna-se um fator preocupante a partir do momento em que seus sintomas afetam negativamente a vida e o comportamento do sujeito.

A ansiedade também pode ter sintomas físicos, como fadiga, dor de cabeça, tensão e dores musculares, tremedeira, irritabilidade, sudorese, náuseas, falta de ar, dores nas costas, no peito, palpitações, alterações intestinais ou no estômago, sendo o coração o órgão que mais sofre, pois é bastante sensível ao impacto das emoções, acelerando seus batimentos, aumentando o risco para doenças cardiovasculares.

Dicas para ajudar a controlar a ansiedade:

• Pratique a respiração profunda – Demore 4 segundos para inalar, prenda a respiração por 2-3 segundos e demore outros 4 segundos para soltar o ar;
• Faça contagem regressiva olhando para cima – Aumenta a concentração em uma tarefa e tira a atenção do que está causando a ansiedade;
• Pratique o relaxamento muscular progressivo – Desacelere através do corpo contraindo e relaxando cada grupo muscular;
• Anote as preocupações em um caderno;
• Pratique leituras leves;
• Consiga a ajuda de alguém próximo – Peça para que ele distraia você e analise seu medo para poder superar a sensação de estresse.

Transtornos relacionados à ansiedade: Transtornos de pânico; Fobias; Distúrbio de ansiedade a uma condição médica geral; Transtorno de ansiedade generalizada; Ansiedade induzida por substâncias e Transtorno de estresse pós-traumático.

Se com essas dicas os sintomas de ansiedade continuarem a influenciar negativamente em sua rotina e comportamento, não utilize a automedicação, procure ajuda de um médico e psicólogo.

Autora: Amanda Aquino

Compartilhe:

Faça um comentário