Após 110 dias internados, casal de idosos vence junto a Covid-19 e volta para casa

Júlio e Margareth chegaram ao HFA com um dia de diferença, ficaram em coma, mas aos 83 e 74 anos, respectivamente, venceram o vírus

Foram 110 dias de internação, de tensões e medos até a aguardada alta e a vitória sobre o novo coronavírus. Júlio e Margareth Villalba (foto em destaque), de 83 e 74 anos, respectivamente, foram internados com um dia de diferença, chegaram a ser induzidos ao coma, mas conseguiram se recuperar da Covid-19 e tiveram alta nesta quarta-feira (15/07).

 

 

Júlio Villalba foi internado no dia 28 de março. Militar da reserva, acabou levado ao Hospital das Forças Armadas (HFA). No dia seguinte, Margareth também precisou ser encaminhada à unidade hospitalar. Após a chegada, o estado de ambos se complicou e eles foram induzidos ao coma.

“Éramos só tensão. Eu também sou jornalista e criei um boletim diário sobre o estado de saúde deles para enviar para toda a família, por meio de uma lista de transmissão”, conta Luciano Villalba, filho do casal.

Ao todo, dos 110 dias de internação, 75 foram na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HFA: o período mais preocupante para a família, uma vez que o casal possui comorbidades.

Júlio é hipertenso e Margareth havia passado por um tratamento de tromboembolismo pulmonar (TEP) em fevereiro deste ano – e precisou de uma segunda intervenção do mesmo tipo durante a internação para vencer o coronavírus. “O que nos preocupava eram os agravantes de infecções, causadas pela Covid-19, como as pulmonares e outras secundárias”, detalha Luciano.

Leia mais:
Fundadora da comunidade católica “Casa da Paz de Nazaré” morre por covid-19 e deixa 20 filhos

Lições

Passado o susto, Luciano diz que todos da família aprenderam ensinamentos importantes. Aumentar os cuidados com a saúde, já que ninguém sabe como os pais contraíram o coronavírus.

O casal também deixa aprendizados. Júlio disse aos filhos que o período de internação foi de muita reflexão. Margareth ainda não pensa em viajar, mas, como professora de letras aposentada, voltou a mergulhar em seus livros e textos preferidos. Aos poucos, os planos de futuro serão retomados: Júlio e Margareth seguem juntos.

 

 

Com informações de Metrópoles
Compartilhe:

Faça um comentário