Encontra-se em coma, na cidade de São Paulo, o artista plástico, Claudio Pastro. Após sofrer complicações múltiplas e AVC com coágulo, passou por cirurgia nessa segunda (10) e foi submetido à tomografia nesta terça (11) para avaliação do quadro geral. Seu estado é grave e vários órgãos estão comprometidos.

Pastro é reconhecido por sua dedicação à arte sacra, sobretudo pelo projeto artístico-teológico da Basílica de Aparecida, que assumiu em 2000. Suas obras são reconhecidas internacionalmente, sendo considerado um dos mais importantes artistas sacros em atividade do mundo. Foi dele também a criação da imagem do Cristo Pantokrator (Cristo Evangelizador do Terceiro Milênio) utilizada nas comemorações do Jubileu do Ano 2000, encomendada pelo Vaticano. Seus trabalhos estão espalhados por centenas de igrejas e capelas em diversos países.

Seu traço marcante traz elementos das artes popular e bizantina. Nascido em 1948, dedica-se ao sagrado desde 1975, tendo estudado na França, Espanha, Itália, México e Brasil. Além disso, lecionou estética e arte sacra, escreveu diversos livros sobre o tema e ainda mantinha um ateliê no bairro de Perdizes, na capital paulista.

Sua obra é um desdobramento da experiência de Deus como Beleza. Isso se comprova pela escolha da comunidade de fé da qual participava, o Pateo do Collegio, reconhecida pela beleza e dignidade com que suas liturgias são celebradas. A igreja, pertencente ao museu dos jesuítas, fica no marco zero de São Paulo e fora reformada pelo artista em 2009, onde buscou a unidade entre a celebração e o espaço litúrgico.

Fonte: DomTotal

Compartilhe:

Faça um comentário