Batismo do Senhor: O Papa aconselha os pais a jamais brigarem na frente dos filhos
Foto: Captura de vídeo Youtube

Na Missa que presidiu nesse domingo na Capela Sixtina no Vaticano e em que batizou 27 bebês, 15 meninas e 12 meninos, pela festa do Batismo do Senhor, o Papa Francisco aconselhou os pais a nunca brigarem diante dos filhos.

O Pontífice ressaltou em sua homilia a importância de transmitir a fé com a própria vida em casa, para que os filhos “vejam o amor dos esposos, que vejam a paz da casa e que vejam que Jesus está ali”.

“E me permito um conselho –me perdoem, mas lhes aconselho isto– nunca, briguem diante dos filhos, jamais. É normal que os esposos briguem, é normal. Seria estranho o contrário, que jamais discutissem. Façam-no, mas que eles não os escutem, que eles nunca os vejam”.

O Santo Pai explicou que quando uma criança vê os seus pais brigarem, gera-se neles uma grande angustia que pode ser dolorosa.

Veja também:
Se você não ama seu irmão, não pode amar a Deus, assegura Papa Francisco
Entenda a diferença entre o batismo feito por João e o feito por Jesus

“Vocês não sabem a angústia que experimenta uma criança quando vê seus pais brigarem. Isto, permito-me, é um conselho que os ajudará a transmitir a fé. É ruim brigar? Não sempre, mas é normal, é normal. Mas isto sim: que as crianças não vejam e não escutem, por causa da angústia”.

Francisco destacou deste modo a importância de que os pais ensinem cotidianamente a fé.

“Ao início da cerimônia lhes fiz uma pergunta: ‘O que pedem para seus filhos?’ E todos vocês responderam: ‘A fé’. Vocês pedem à Igreja a fé para seus filhos, e hoje eles receberão o Espírito Santo e o dom da fé dentro do próprio coração, na própria alma. Mas esta, à sua vez, deve desenvolver-se, deve crescer”.

Antes de estudá-la nas lições de catecismo, na catequese da paróquia, é importante que a fé seja transmitida em casa: “Isto se faz em casa porque a fé sempre vai transmitida ‘em dialeto’: o dialeto da família, o dialeto da casa, no clima da casa”.

Fonte: ACI Digital

Faça um comentário