Campanha de Natal pede orações pela paz na Síria
Foto: Reprodução | YouTube

Intitulada “Velas pela paz na Síria”, campanha convida pessoas em todo o mundo a responder ao grito de paz de crianças sírias acendendo uma vela

A Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) promove uma campanha natalina de oração, ajuda e solidariedade em prol da Síria. Intitulada “Velas pela Paz na Síria”, a campanha começou neste domingo, 2, início do Advento.

Segundo o site da instituição, esta é uma iniciativa que envolveu mais de 50 mil crianças, pertencentes a diversas religiões, de muitas cidades sírias fortemente atingidas pela guerra, entre as quais Aleppo, Damasco, Homs, Marmarita, Hassaké, Tartus a Latakia. As crianças rezaram e fizeram desenhos referentes à paz; com cruzes, pombas e mensagens de esperança, elas dirigiram ao mundo o seu pedido de paz.

“A Fundação ACN convida as pessoas de todo o mundo a responder ao grito de paz das crianças da Síria, acendendo uma vela, para difundir a mensagem dos pequenos sírios e infundir esperança durante o tempo do Advento”, informa o site da instituição.

Veja também:
Conheça o primeiro corpo incorrupto da história da Igreja
A oração que o Papa Francisco fez diante da imagem de Nossa Senhora Aparecida

A campanha natalina recebeu o apoio do Papa Francisco, que falou sobre a iniciativa após o Angelus de ontem, no Vaticano. “O Advento é um tempo de esperança. Neste momento, gostaria de fazer minha a esperança de paz das crianças da Síria, país martirizado por uma guerra que dura oito anos. Por isso, acenderei agora uma vela, unindo-me a muitas crianças sírias e muitos fiéis no mundo que hoje também acendem velas”, destacou.

Acompanhando esta iniciativa “Velas pela Paz na Síria”, há ainda uma campanha internacional de arrecadação de fundos que a Fundação apoiará através de seus 23 escritórios nacionais. Trata-se de uma resposta à dramática situação humanitária e uma tentativa de impedir o desaparecimento da presença cristã no país.

O plano de ajuda emergencial compreende a distribuição de pacotes de alimentos, remédios e leite em pó para as crianças, bem como reconstrução dos lares de famílias cristãs refugiadas e estruturas eclesiásticas. O plano também prevê apoio a sacerdotes e religiosos, programas de assistência espiritual e psicológica e presentes de Natal para mais de 15 mil crianças.

Já em 2016, a ACN havia dado voz às crianças sírias, levando seus desenhos pela paz ao Parlamento Europeu.

Fonte: Canção Nova

Faça um comentário