A carta de um avô a seus netos que é um verdadeiro legado para o mundo
A carta de um avô a seus netos que é um verdadeiro legado para o mundo (Foto:Divulgação)

James Flanagam, por sugestão de sua filha, escreveu uma carta a seus netos para quando eles fossem adultos. Mas a carta caiu na redes sociais e já acumula milhões de visualizações. Há pouco tempo, o avô faleceu e seus netos ficaram com o seu maior legado.

Queridos Ryan, Conor , Brendan , Charlie y Mary Catherine,Minha sábia e reflexiva filha Rachel insistiu para que eu escrevesse alguns conselhos para vocês, as coisas que eu aprendi durante a vida.

Estou começando isto em 8 de abril de 2012, véspera do meu aniversário de 72 anos.

Veja também:
Como você lida com seus pensamentos negativos?
Testemunho: “Se Maria provar que ela existe, eu me converto ao catolicismo”

1.Vocês são um presente maravilhoso de Deus tanto para nós quanto para o mundo. Lembrem-se sempre disso, especialmente quando passarem por momentos difíceis na vida.

2. Não tenham medo de nada nem de ninguém quando quiserem viver a vida mais plenamente. Persigam suas esperanças e sonhos, não importa o quão difíceis ou diferentes possam parecer aos outros. Muitas pessoas não fazem o que querem ou o que deveriam fazer porque levam em conta o que as outras pessoas poderiam pensar delas. Evitem os pessimistas. O pior de tudo na vida é olhar para trás e dizer: “Eu teria, poderia ter, deveria ter feito.” Assumam riscos, cometam erros.

3. Todos no mundo são pessoas normais. Algumas pessoas podem usar chapéus mais frescos, ter grandes títulos (temporariamente), ter poder e querer que vocês pensem que elas estão por cima do resto. Não acreditem nisso. Elas têm as mesmas dúvidas, temores e esperanças: comem, bebem e dormem como todos os outros. Questionem sempre a autoridade, mas sejam prudentes e cuidadosos com a forma com que fazem isso.

4. Elaborem um lista de todas as coisas que querem fazer: viajar, aprender uma profissão, dominar um idioma, conhecer alguém especial. Que a lista seja extensa e que vocês façam algumas coisas dela a cada ano. Não digam: “vou fazer amanhã” (ou no próximo mês ou ano). Esta é a maneira mais correta de deixar algo acontecer. Não há amanhã e não há um momento adequado para começar algo, senão agora.

5. Sejam amáveis e ajudem as pessoas, especialmente os mais fracos e as crianças. Todo mundo tem alguma dificuldade e precisa de nossa compaixão.

6. Não se juntem às forças armadas ou qualquer outra organização que entra para matar. A guerra é o mal. Todas as guerras começam pelos velhos que pressionam ou enganam os mais jovens para se odiarem e se matarem uns aos outros. Os velhos sobrevivem, começam e terminam a guerra da mesma maneira. É assim que muitas pessoas boas e inocentes morrem. Se as guerras são tão boas e nobres, por que não são os líderes que combatem?

7. Leiam livros, tanto quanto for possível. Os livros são uma maravilhosa fonte de prazer, sabedoria e inspiração. Não precisam de baterias nem de conexões, e podem ir a qualquer lugar.

8. Sejam sinceros.

9. Viajem sempre, mas especialmente quando forem jovens. Não esperem ter dinheiro “suficiente” ou até que “tudo esteja bem”. Isso nunca acontece. Tire o seu passaporte hoje mesmo.

10. Escolham seus trabalhos ou profissão a partir do que vocês gostam de fazer. Claro, haverá algumas coisas difíceis. Mas um trabalho tem de ser uma alegria. Tenham cuidado ao escolher um trabalho só por dinheiro. Isso paralisará suas almas.

11. Não gritem. Isso nunca funciona e machuca vocês mesmo e os outros. Toda vez que eu gritei, eu falhei.

12. Sempre cumpram as promessas feitas às crianças. Não digam “vamos ver” quando quiserem dizer “não”. As crianças esperam de verdade.

13. Nunca digam a alguém que vocês o amam quando isso não for verdade.

14. Vivam em harmonia com a natureza: saiam ao ar livre, visitem bosques, montanhas, mar, deserto. É importante para suas almas.

15. Abracem as pessoas que vocês amam. Digam o quanto elas significam para vocês agora, não esperem até que seja tarde demais.

16. Sejam agradecidos.

Fonte: Aleteia

Faça um comentário