A celebração de Corpus Christi não será antecipada pela Igreja Católica

De acordo com Cardeal Scherer a Festa de Corpus Christi será celebrada no dia 11 de Junho, conforme o Calendário litúrgico da Igreja Católica em todo o mundo

O arcebispo de São Paulo, Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, em nota oficial afirmou que a Festa de Corpus Christi será celebrada no dia 11 de Junho, conforme o Calendário litúrgico da Igreja Católica em todo o mundo. A comunicação do bispo esclareceu os fiéis católicos que receberam nesta terça-feira, 19, a notícia da mudança da data do Feriado de Corpus Christi pela Prefeitura de São Paulo.

A antecipação dos feriados de Corpus Christi e do Dia da Consciência Negra para a próxima quarta-feira, 20, e quinta-feira, 21, respectivamente, foi publicada hoje no Diário Oficial por meio do Decreto nº 59.450 com o objetivo de ampliar o índice de isolamento social na cidade.

A festa religiosa de Corpus Christi celebra o mistério da Eucaristia, o Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo. A data é comemorada todos os anos na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, celebrada no domingo depois de Pentecostes.

Leia mais:
Capuchinho mais idoso do Brasil, Frei Roberto, falece em Fortaleza (CE)

Segundo a assessoria de Dom Odilo, a solenidade não terá a data alterada, a única mudança será a ausência do feriado.

“Compreendo a justa preocupação com a saúde da população, mas a decisão não vai antecipar a celebração de Corpus Christi pela Igreja Católica. A Câmara Municipal não entrou em contato com representantes da Igreja Católica em São Paulo antes da aprovação dessa mudança de data”, afirma a nota do Arcebispo.

Governo prolonga feriado 

Segundo matéria no portal do governo de São Paulo, o feriado prolongado que será iniciado nessa quarta-feira na capital deverá se estender até o dia 25 de maio.

“O Governador João Doria encaminhou projeto de lei à Assembleia Legislativa para antecipar o feriado estadual da Revolução Constitucionalista, celebrado em 9 de julho, para a próxima segunda-feira, 25. A expectativa é de que prefeitos da Região Metropolitana de São Paulo adotem medidas semelhantes”, afirma a nota do governo da capital.

São Paulo é o estado brasileiro mais afetado pela pandemia de Covid-19, o que motivou recentemente o Papa Francisco a realizar uma chamada telefônica ao Cardeal Scherer, na qual se solidarizou com as vítimas e deu a bênção apostólica aos fiéis da capital paulista.

As missas com a presença do público estão suspensas na Arquidiocese de São Paulo e segundo informa sua assessoria de imprensa, ainda não há data prevista para a retomada das celebrações com os fiéis. No entanto, os presbíteros têm se esforçado por transmitir as missas através dos meios de comunicação arquidiocesanos e as redes sociais.

Com informações de ACI Digital
Compartilhe:

Faça um comentário