A realização da SSB é um esforço conjunto das organizações sociais na defesa dos direitos humanos e da natureza como expressão da solidariedade da profecia cristã.

A Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) publicou o subsídio “5ª Semana Social Brasileira – Processo, conclusões e perspectivas”. O texto ressalta o “jeito próprio de olhar” a realidade das entidades e movimentos sociais e eclesiais no decorrer das Semanas Sociais Brasileiras (SSB), realizadas desde 1981.

O livreto recorda os 32 anos de caminhada, da primeira edição até a mais recente, cujo processo teve início em 2011 e foi concluído na assembleia realizada em Brasília, de 2 a 5 de setembro de 2013. “São longos processos de reflexão e ação, cujos resultados são percebidos pela permanência da reflexão, transformada em bandeiras de luta dos movimentos eclesiais e sociais”, explica um trecho.

A realização da SSB é um esforço conjunto das organizações sociais na defesa dos direitos humanos e da natureza como expressão da solidariedade da profecia cristã.

Dividida em 13 tópicos, a publicação sobre a 5ª SSB recorda os eventos anteriores, aborda a realidade debatida sobre o Estado brasileira e aprofunda o sentido de sua composição, suas reflexões e seu processo.

Também é apresentada no texto a motivação para a escolha da temática da última edição. “O debate sobre o ‘Estado para que e para quem?’ vem trazendo às claras os limites e o esgotamento da democracia representativa, apontando para a necessidade de uma efetiva democracia participativa e direta”, aponta o documento.

Por meio da didática do “olhar”, o livreto ainda apresenta lições para alcançar as metas traçadas durante o encontro; a mística da espiritualidade que sustentam as iniciativas; a busca pelo “Estado do Bem Viver”; os questionamentos; os fundamentos da estrutura estatal abordados nos eventos por todo o país; além de compromissos assumidos pelos diversos atores sociais presentes na Assembleia Nacional, ocorrida em Brasília.

Autoridades eclesiais e representantes de movimentos apontaram em seus discursos problemas e desafios percebidos ao longo do processo da 5ª SSB. Esses pronunciamentos estão transcritos na publicação.

Nordestão

O livro também aborda a experiência da etapa Nordeste da Semana Social, chamado de Nordestão. Realizado de 4 a 6 de abril de 2014 com o tema “O Nordeste que temos e o Nordeste que queremos”, o evento discutiu desafios e possibilidades de articulação frente à realidade no Nordeste brasileiro, onde acontecem conflitos que envolvem povos e comunidades tradicionais, além do número elevado de famílias pobres no campo, na cidade, serras e litorais.

“O Nordestão foi um grande encontro de partilha de experiências, de celebração das lutas, de reconhecimento dos processos que estamos construindo, de denuncia das injustiças e de reafirmação de nossos compromissos”, diz o texto.

Para adquirir um exemplar do texto, entre em contato com a Comissão pelo e-mail: [email protected].

Por CNBB

Faça um comentário