Como fazer um bom momento de ação de Graças?
Foto: Divulgação

Conheça os conselhos de um santo

No momento de comungar, não vos preocupeis mais com os vossos pecados, o que, além de ser uma perigosa tentação, lançar-vos-ia na tristeza e desassossego, inimigos da piedade.

Com a tranquilidade da consciência e um suave sentimento de confiança na bondade de Jesus que vos convida e vos espera, ide receber o vosso Deus de amor.

Dirigi-vos para a Santa Mesa de olhos baixos, com um andar grave e modesto, e ajoelhai-vos impressionados de alegria e felicidade do coração.

Veja também:
Confira a Homilia do Papa Francisco pronunciada em Rabat, no Marrocos
Maestro do Vaticano visita o Santuário Nacional de Aparecida pela primeira vez

Deixai, se quiserdes, que a Santa Hóstia permaneça um momento sobre a vossa língua a fim de que Jesus, verdade e santidade, a purifique e santifique. Introduzia depois em vosso peito, no trono de vosso coração, e, abandonado em silêncio, começai a ação de graças.

A conversação interior depois da Comunhão não requer um estado de vida espiritual muito elevado. Tendes boa vontade? Jesus vos falará então e compreender-lhe-eis a linguagem.

O momento mais solene de vossa vida é o de ação de graças, em que possuis o Rei do Céu e da Terra, vosso Salvador e Juiz, disposto a vos conceder tudo o que Lhe pedirdes.

Nosso Senhor permanece pouco tempo em nossos corações, após a Santa Comunhão, porém os efeitos de sua presença se prolongam. As santas espécies são como o invólucro de um remédio, o qual se rompe e desaparece no organismo. A alma se torna então como um vaso que recebeu um perfume precioso.

Consagrai à ação de graças meia hora se vos for possível, ou, pelo menos, um rigoroso quarto de hora. Daríeis prova de não ter coração e de não saber apreciar devidamente o que é a Comunhão, se, após haver recebido Nosso Senhor, nada sentísseis e não Lhe soubésseis agradecer.

E, durante o dia, sede como um santo que tivesse passado uma hora no Céu; não vos esqueçais da visita régia de Jesus.

A ação de graças é imprescindível necessidade, a fim de evitar que a Santa Comunhão degenere num simples hábito piedoso.

Haveis de colher frutos servindo-vos dos fins do Sacrifício.

Adorai Jesus sobre o trono de vosso coração, apoiando-vos sobre o d’Ele, ardente de amor. Extrai-lhe o poder, oferecei-Lhe, em homenagem de adoração e de total submissão, as chaves de vossa morada. Proclamai-O, Senhor vosso, confessai-vos seu feliz servo, disposto a tudo para Lhe dar prazer.

Agradecei-Lhe a honra que vos fez, o amor que vos testemunhou, e o muito que vos deu nessa Comunhão! Louvai a sua bondade e o seu amor para convosco, que sois tão pobre, tão imperfeito, tão infiel! Convidai os anjos, os santos, a divina Mãe de Jesus para louvá-Lo, bendizê-Lo e agradecer-Lhe por vós. Uni-vos às ações de graças amantes e perfeitas da Santíssima Virgem.

Agradeçamos por intermédio de Maria, pois quando um filho recebe alguma coisa cabe à mãe agradecer por ele. A ação de graças identificada com a de Maria Santíssima será perfeita e bem aceita pelo Coração de Jesus.

Por Prof. Felipe Aquino
Fonte: Cléofas

Faça um comentário