Como fazer uma oração de cura e libertação eficaz?

Confira 3 dicas importantes

Eu parto da Palavra de Deus em Tiago 5,16: “Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz”.

A oração eficaz tem mais a ver com aquele que está orando do que com a oração que está sendo feita. Na verdade, o que diz a Escritura é exatamente isso, ou seja, muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.

Veja também:
Justiça determina que oratório em praça do Rio de Janeiro não será destruído
Papa: o Pai-Nosso educa quem o invoca a não multiplicar palavras vazias

Deus ouve nossas orações?

Se somos justos e estamos na paz, certamente Deus ouvirá toda a nossa oração e toda ela será para nós cura e libertação. Existem alguns meios que são importantes para ministrarmos essa oração ou para buscarmos a cura e a libertação de todo mal físico.

Precisamos ter uma intimidade com Deus e estar em dia com os sacramentos como confissão frequente, Santa Missa, adoração ao Santíssimo Sacramento e toda vida sacramental, ser filho de Deus e estar disposto a servir ao Senhor e construir o Reino do Pai.

É importante termos intimidade com a Palavra de Deus, pois é necessário orarmos com a Palavra e também fazermos sua leitura diariamente. Mesmo que seja apenas um versículo, mas fazermos dela o alicerce da nossa vida.

Depois, podemos fazer a oração de mortificação como o jejum e a caridade, porque isso nos dá uma fortaleza muito grande em todo o combate de oração por cura e por libertação.

Outro ponto importante que precisamos refletir para buscar a cura e a libertação é a escravidão ao Espírito Santo. A oração diária ao Espírito de Deus é a comunicação, a intimidade e a busca da dependência total e absoluta ao Espírito Santo, que é por si só uma fonte poderosíssima de cura e libertação.

Dicas para rezar a oração de libertação

Primeiro: precisamos nos lembrar sempre, na oração de libertação, de dizer o nome (eu), batizado e pelos merecimentos do meu batismo em comunhão com a Igreja na pessoa do Santo Padre o Papa.

Segundo: devemos invocar o nome, as chagas e o Sangue de Jesus. Isso é um ponto necessário em toda oração de cura e busca pela libertação, pois não teremos como encontrá-la fora do nome de Jesus. Também invoquemos a poderosa intercessão da Virgem Maria, principalmente pelas suas lágrimas de sangue, como ela se demonstra na sua aparição em Salete.

Terceiro: depois da invocação, precisamos do poder do combate, dos arcanjos e dos anjos, principalmente invocar o poder de combate de São Miguel Arcanjo.

A Palavra de Deus diz que há demônios que só podem ser destruídos pelo poder de combate de São Miguel Arcanjo.

Assim, podemos ministrar essa oração. Muitas pessoas pensam que se fizerem, apenas num momento, a oração de cura e libertação, ela será curada e libertada.

Nós seremos sempre libertados e curados, mas não podemos nos esquecer de que estamos no mundo e somos passivos de erro, fraqueza, vício e fragilidades da carne.

Por isso, a oração de cura e libertação precisa ser permanente, diária e constante, sem jamais vacilar em nenhum momento, demonstrando a nossa total e absoluta dependência da misericórdia do Senhor.

Fonte: Aleteia
Compartilhe:

Faça um comentário