O Município de Bom Jesus da Lapa, localizado na região sudoeste da Bahia, a aproximadamente 800 km da capital do estado, é conhecido como “a capital baiana da fé”.

O título se deve ao fato de o local receber, todos os anos, romeiros de todo o País para a romaria do Senhor Bom Jesus da Lapa, que está entre as três maiores do Brasil – junto com a de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida do Norte, São Paulo, e do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, Ceará.

As celebrações religiosas destas romarias têm como cenário o Santuário do Bom Jesus da Lapa, que fica dentro do Morro do Bom Jesus, com 90 metros de altura e com todas as suas grutas.

No dia da festa, em 6 de agosto, e na semana que a antecede, dados da Prefeitura Municipal indicam que o município recebe cerca de 400 mil romeiros.

bom jesus da lapa 1

SONY DSC

bom jesus da lapa 2

Sobre o Santuário do Bom Jesus da Lapa

O abrigo foi descoberto em 1691 pelo português Francisco Mendonça Mar, que exercia, como seu pai, a profissão de ourives e pintor. Com vinte e poucos anos de idade, em 1679, chegou a Salvador da Bahia, onde instalou sua própria oficina. Em 1688, foi encarregado de pintar o palácio do Governador Geral do Brasil, em Salvador, mas, ao invés de receber o pagamento, Francisco foi levado à cadeia e cruelmente açoitado. Tocado pela divina graça, reconhecendo a vaidade do mundo, ele aprendeu que a única coisa que vale é a salvação. Distribuindo seus bens, fez-se pobre e, acompanhado de uma imagem do Cristo crucificado, enveredou-se pelo sertão adentro. Caminhou entre tribos de índios antropófagos, passou fome, sofreu o calor do sol.

bom jesus da lapa 4
Uma tarde, depois de vários meses de incessante caminhada, avistou um morro, subiu uma áspera ladeira e, por uma abertura na pedra, penetrou numa gruta. Lá dentro, encontrou uma cavidade ideal para colocar a cruz que levava. Ali, à margem do rio São Francisco, começou uma vida de eremita.

Dedicado à oração e à penitência, o monge logo percebeu que o amor a Deus não pode ser isolado da vida; então começou a trabalhar em favor dos mais necessitados, trazendo para junto de si pobres, doentes, infelizes e aleijados, a fim de servi-los com amor.

No ano de 1702, a pedido do arcebispo da Bahia, dom Sebastião Monteiro de Vide, foi a Salvador preparar-se para o sacerdócio. Estudou durante três anos e, em 1705, foi ordenado padre.Tomando o nome de Padre Francisco da Soledade após a ordenação, voltou à Lapa onde viveu até sua morte, em 1722.

Fonte: Ministério do Turismo e Santuário do Bom Jesus da Lapa

Compartilhe:

Faça um comentário