Nesta quarta-feira, 24, continua o Congresso Nacional de Gestão Eclesial com rico conteúdo e palestrantes renomados do meio de gestão eclesial. Conheça e confira cada um que passará pelo Congresso hoje.

Adilson Souza Matemático, Mestre em Gestão e Especialista em Prospectiva Estra­tégica, em Qualidade, em Meio Ambiente e em Administração Pública. Superintendente do Axis Instituto, Consultor Organizacional e Profes­sor Universitário. Articulista e Desenvolvimento de cursos e seminários em Gestão, Visão Sistêmica, Planejamento Estratégico, Plano de Gov­erno, Formação de Lideranças Eclesiais e Pastorais e em Projetos Soci­ais. Vice-coordenador da Pastoral Paroquial, membro da Pastoral da Família e da Pastoral Penitenciária (Paróquia Sant’Ana/ Itaúna-MG).

A visão sistêmica na gestão eclesial

Breve comentário: dadas as mudanças impulsionadas pela tecnologia, pelo mercado, pelo poder da grande mídia e pelas novas configurações de famílias, torna-se imprescindível – talvez mais que no passado – uma atenção ainda mais ampla sobre o mundo, sobre as con­sequências dessas mudanças e a análise dos possíveis impactos na comunidade paroquial.


Côn. Edson Oriolo
é Mestre em Filosofia Social, Especialista em Mar­keting, Pós- Graduado em Gestão Estratégica de Pessoas, Professor na Faculdade Arautos do Evangelho e Pároco da Catedral Metropolitana de Pouso Alegre/MG, Membro do Conselho de Conteúdo da Revista Paróquias & Casas Religiosas.

Como mapear uma paróquia para dar visibilidade à Igreja 

Breve comentário: vivemos em uma sociedade em constante mudança, ou melhor, vivemos uma “mudança de época”. Portanto, nossas atividades paroquiais e pastorais não podem processar-se às cegas, pois existe um mandato de Jesus Cristo a ser cumprido com fideli­dade: “Vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos” (Mt 28,19).

Evangelização: como organizar eventos para projetos na paróquia

Diego Fernandes Cantor, Compositor, Escritor e Apresentador de TV. Coordenador do de­partamento católico da gravadora Atração Fonográfica e Sócio-Diretor do portal Fé & Som (www.feesom.com).

Breve comentário: em se tratando de eventos na comunidade paroquial, existem algu­mas ideias que devem ser observadas para que o gestor possa intensificar seus projetos de ação pastoral. Estamos falando de elementos que auxiliam na promoção da evangelização, como também mostrar para a comunidade a importância de fazer um evento seja ele, uma festa do padroeiro, com estratégias que motivem toda a comunidade participar e angariar fundos para as diversas finalidades, tendo em vista uma gestão flexível/partilhada que per­mita desenvolver um modelo empreendedor e inovador. Portanto, o que vamos apresentar neste encontro são algumas ideias que valem a pena aplicar em projetos para a comuni­dade.

Fábio Castro Administrador de empresa com especialização em Qualidade Total e Gestão de Processos Administrativos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). É empresário sócio-proprietário em várias empresas, como a Promocat Marketing Integrado, empresa responsável pelo CONAGE. Idealizador e criador de projetos como a ExpoCatólica; Revista Paróquias & Casas Re­ligiosas; eCatholicus.Com, entre outros. Desde 2008 é responsável pela reestruturação do Censo Anual da Igreja Católica no Brasil sob delegação exclusiva do CERIS, CNBB e CRB. Consultor e Palestrante, ministra palestras pelo Brasil há mais de 10 anos. Em 2011 fundou a PETRAS – Associação de Promoção e Defesa da Igreja Católica no Brasil.

O que o marketing é capaz de fazer pelos projetos da sua igreja?

Essa 10ª Edição do Congresso Nacional de Gestão Eclesial tem como tema geral: PARÓQUIA VISIONÁRIA: construindo uma gestão empreendedora e profética e como lema: “Esse com certeza produz fruto” (Mt 13, 23). E o objetivo do tema desse ano é nos faz pensar sobre quem é o gestor visionário? O que e como ele pode construir e em­preender ações que renovam a Igreja dentro de suas diretrizes? Ora, marketing nada mais é do que a gestão focada nos processos gerenciais de um projeto dentro do todo.

Nos dias atuais, é exigido do administrador eclesial uma atitude visionária. Ter visão nesse caso é antever o futuro com base nas experiências do passado. Sendo assim, é pre­ciso ter ousadia para ‘navegar por águas mais profundas’. É preciso coragem! Claro, tudo sob a Luz do Evangelho e a orientação do Espírito Santo, mas também com a coragem que nos pede o Santo Padre. O marketing – palavra inadequada que impede o avanço dessa maravilhosa ciência dentro da Igreja, é a única área da gestão capaz de manter tudo sob controle. Mesmo que a ‘coisa’ vá acabar mal, o marketing mostra ao gestor o futuro per­igoso que está por vir e indica soluções alternativas.

Eliézer Aparecida Vale Marigo  Graduada em Ciências Contábeis, Pós-Graduada em Auditoria e Con­troladoria, MBA em Finanças, há 10 anos trabalhando no Terceiro Setor.

Registro contábil, segurança e credibilidade para o Gestor

Breve comentário: quando o tema é contabilidade percebemos que a realidade da gestão contábil na imensa maioria dos organismos eclesiais brasileiros, o registro contábil vem sendo ignorado. Isso acontece simplesmente pela falta de conhecimento do assunto. Os registros são feitos de forma a desejar e a documentação fiscal da movimentação finan­ceira diária, mensal ou anual, nem sempre é levada a sério como deveria.

Pe. Zezinho, SCJ é Sacerdote da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus – Dehonianos, Compositor, Escritor, Cantor, Professor, Radialista, Diretor e Criador de programas de televisão, entre outras ativi­dades e intensa atuação em Arte, Catequese e Comunicação.

Acolhida e diálogo na igreja 

Breve comentário: pensar sobre os ministérios é fundamental para que possamos interagir com toda comunidade eclesial. Nesse sentido, para falar de pontos convergentes ao nosso tema apoio-me em alguns autores como Jean Baudrillard, Karen Armstrong, Jacques Atalli e Zygmunt Bauman. Estes autores analisam as áreas de conflitos do mundo de hoje. Por isso, nossa reflexão tende ser um momento para analisar os processos da comunicação entre as pessoas e entre grupos e comunidades.

Faça um comentário