Corpo de jovem italiano em processo de canonização é achado incorrupto
Foto: Carloacutis.com

O venerável Carlo Acutis, grande amigo de Jesus na Eucaristia, partiu deste mundo aos 15 anos de idade em decorrência da leucemia

O pe. Marcelo Tenorio, vice-postulador da causa de canonização do venerável Carlo Acutis, comunicou hoje, 23 de janeiro, que o corpo do jovem italiano apaixonado pela Eucaristia e falecido em decorrência da leucemia aos 15 anos de idade, em 12 de outubro de 2006, foi encontrado incorrupto.

Eis a mensagem publicada pelo sacerdote em suas redes sociais:

Caríssimos, recebi hoje da mãe de Carlo Acutis a feliz notícia de que o corpo do venerável jovem, que morreu dando a vida pelo Papa Bento XVI, está INTACTO.
Para nós que o amamos e divulgamos sua vida é um momento de imensa emoção e alegria.

Vi as fotos, mas não posso divulgar.

Seu corpo será levado para o convento dos capuchinhos, em Assis, e de lá, em tempo oportuno, transladado para antiga Igreja de Santa Maria Maior, na mesma Assis.

Te Deum laudamus. Te Dominum confitemur!

Pe. Marcelo Tenorio
Vice postulador.

Veja também:
Conheça o primeiro corpo incorrupto da história da Igreja
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que os médicos forenses viram nas exumações

O que é a “elevatio”

A constatação se deveu à assim chamada “elevatio” do corpo de Carlo Acustis. Trata-se da cerimônia de reconhecimento dos restos mortais pela Congregação para as Causas dos Santos.

O termo “elevatio”, em latim, significa “elevação” – a pronúncia é “elevátsio”.

O rito, realizado como parte do processo de canonização, inclui a exumação dos restos mortais para a sua posterior transferência a um local público de veneração. Em geral, a “elevatio” ocorre quando a pessoa em causa de canonização é “elevada” de venerável a serva de Deus.

Fonte: Aleteia

Faça um comentário