Durante os dias 4 a 13 de março foi realizada a 17ª edição da chamada “Semana Santinha” na Colômbia, um tempo de preparação para a Semana Santa, na qual as crianças protagonizaram a vida, paixão, morte e ressurreição de Cristo.

Nesta celebração realizada em diferentes setores do bairro Llano de Bolívar, localizado no município de Santa Fé de Antioquia, os pequenos usaram roupas coloridas a fim de representar as principais personagens da Semana Santa em procissões diárias – como a devoção de Nossa Senhora das Dores ou o Senhor Caído de Monserrate –, e formam uma banda musical que acompanha com as marchas fúnebres da cidade.

2

“As crianças representam as imagens vivas e são levadas em um andor por jovens que esperam algum dia participar da Semana Santa. Desta forma, eles representam tudo o que aconteceu na paixão e ressurreição de Cristo”, explicou o Arcebispo de Santa Fé de Antioquia, Dom Orlando Antonio Corrales, em diálogo com o Grupo ACI.

3

Além disso, o Prelado assegurou que a ‘Semana Santinha’ não é “somente uma mostra”, mas uma verdadeira procissão acompanhada por mais de 200 pessoas entre pais de família, comunidade e autoridades que assistem a cada ano.

Veja também: Ator principal do filme ‘A Paixão de Cristo’ afirma que interpretar Jesus acabou com sua carreira

Um dos organizadores, Iván Borja, chama esta iniciativa de “catequese viva”, a qual começou “há 17 anos como uma brincadeira de crianças e hoje se converteu em uma tradição para a Santa Fé de Antioquia”.

4

“Brincávamos com um grupo de amigos que éramos ‘santinhos’. Desde pequenos, pegávamos os lençóis das casas e nos disfarçávamos de pequenos Santos alguns dias antes da Semana Santa. A Igreja viu essa brincadeira de crianças e decidiu nos ajudar a fim de que isto se tornasse um patrimônio da cidade”, acrescentou.

5

O organizador assegurou que o fato mais importante de ter começado com esta tradição “é ver o crescimento espiritual de cada uma das pessoas que fazem parte desta iniciativa, a qual busca ensinar às crianças o valor da fé”.

Além disso, ele espera que nos próximos anos esta semana “possa chegar a muitos mais lares como uma forma de catequese e de preparação durante a Quaresma”.

Fonte: ACI Digital

Compartilhe:

Faça um comentário