Henrique Holanda 

Líder é necessário? Esta é uma pergunta feita em muitos lugares e por muitas pessoas. Todos querem liderar, mas nem sempre ficam a vontade em serem liderados. Ser liderado demanda confiança no líder e liderar demanda justiça e sabedoria para com os liderados. Na verdade todos nós precisamos de líderes, por mais alto que seja a posição social e econômica, todos precisamos de líderes.

Eles estão em todas as atividades e mesmo a natureza em sua estrutura tem seus líderes em matilhas, bandos, etc. Líderes são sempre necessários e não é uma questão de opção ter ou não ter, é uma questão natural, pois sem a pessoa do líder não há direção, senso de justiça e coesão.

 

É grande o número de empresas e entidades que reservam estandes para próxima ExpoCatólica

 

 

O que podemos questionar é: como está nosso entendimento sobre liderança?

Uma pesquisa feita pela Harvard Business School avaliou que o comportamento dos líderes tem mais a ver com a sua personalidade do que podemos imaginar. Segundo George Litwin e Robert Stringer, autores da pesquisa, os líderes profissionais pecam porque na maioria dos casos reagem de acordo com suas personalidades, em vez de se adequar à exigência da equipe ou do momento em que vivem.

Não quer dizer que uma pessoa na posição de liderança não possa errar, aliás, errar na liderança é uma verdade absoluta. Não podemos ter a falsa impressão que o líder é um super herói e como tal, ele que se vire! Como foi constatado na pesquisa de Litwin e Stringer: o líder precisa de treinamento e suporte emocional.

Um dos investimentos mais necessários para o líder é o investimento emocional. São inúmeros os cargos de liderança, seja no meio empresarial, como no meio eclesial, que sofrem por não terem o emocional equilibrado, maduro e sensato. Não somente o líder sofre, mas também todos que estão abaixo dele gerando uma reação em cadeia ao que chamamos ciclo do mal.

O líder em primeiro lugar precisa saber liderar suas emoções, pois elas falarão em silêncio sobre sua personalidade. Não existe fórmula mágica, pois cada um tem um histórico cultural e social que influenciam na qualidade de sua liderança.

 

5 dicas simples para exercer liderança

1. Saiba quem você é: você não é um cargo, um diploma, um crachá, você é uma pessoa, que precisa de pessoas, principalmente das mais próximas. A humildade e a empatia são as chaves de entrada e saída de toda a relação;

2. Saiba sua missão: o líder não existe para “mandar”, ele existe para modificar o ambiente em que vive, transformar para o bem comum e realizar o melhor para todos;

3. Lembre-se das origens: você não nasceu líder, você precisou de pessoas que te liderassem. Seja grato pelas boas lições e aprenda com os erros deles;

4. Tenha Fé (acredite): o líder é aquele que não vê, mas acredita no resultado, na visão, mesmo que outros não acreditem, ele acredita e sempre exerce influência sobre os demais;

5.  Nunca decida sob pressão: a velha historinha de contar até 10 realmente funciona. Claro que às vezes precisamos contar até um pouco mais, porém não abra a boca ou não assine enquanto não estiver seguro do impacto que isso causará.

Lembre-se: você é um formador de opinião, sua personalidade é mais importante do que você imagina!

 

[spacer color=”454B52″ icon=”fa-user” style=”1″]

Henrique Holanda é Consultor em Administração e Planejamento Estratégico. Possui MBA em Planejamento estratégico pelo IBMEC-SP, Administrador e gestor em Tecnologia da Informação, formado em Teologia Sistemática, atua como palestrante em empresas e igrejas, desenvolvendo os temas liderança, motivação, administração e organizações organizadas. Desde 2008 é Coordenador Geral do Projeto Edificar – Empresas com Visão, da Paróquia Espírito Santo de São José dos Campos/SP.

Contato: [email protected]

 

Faça um comentário