Prevenir a violência em nome da religião e promover o diálogo inter-religioso entre os jovens no Oriente Médio por meio das redes sociais. Com este objetivo o Centro Internacional para o Diálogo Inter-religioso e Cultural Kaiciid “Rei Abdullah Bin Abdulaziz”, fundado em 2012 com a contribuição da Santa Sé, organiza um ciclo de cinco cursos de formação dirigido especificamente à jovens líderes religiosos da região.

Contrastar a propaganda dos extremistas religiosos nas redes sociais

O primeiro seminário, de três dias teve, início no último domingo em Amã, na Jordânia, com a participação de 300 jovens provenientes do Líbano, Palestina, Síria e Jordânia, entre os quais também expoentes da sociedade civil empenhados no diálogo inter-religioso. Os participantes das sessões são encorajados a promover as suas iniciativas e campanhas nas redes sociais nas próprias comunidades e junto às instituições. A ideia de fundo é contrastar a propaganda dos extremistas religiosos que usam as novas plataformas sociais para desinformar, difundir preconceitos e recrutar novos afiliados. No Oriente Médio, de fato, oito pessoas entre dez, usam as redes sociais que são um poderoso instrumento de formação de opinião. “A nossa experiência – explica Fahad Abualnasr, Diretor Geral do Kaiciid – nos mostra que os jovens não querem ouvir pregações de figuras de autoridade. Por isto estamos procurando envolver jovens homens e mulheres já ativos nas redes sociais e interessados em promover a paz e a convivência. Queremos dar a eles os meios para atingir os seus coetâneos para que possam encorajar um debate honesto sobre convivência e a coesão social”.

Unidos contra a violência em nome da religião

A nova iniciativa do Kaiciid se insere no âmbito da mobilização lançada em Viena em 19 de novembro de 2014 pela conferência “Unidos contra a violência em nome da religião”, em que os líderes religiosos do Oriente Médio indicaram o diálogo como “o instrumento principal e mais poderoso para resolver conflitos e discórdias” e comprometeram-se em apoiar “iniciativas e instituições que consideram o diálogo o melhor método para construir a paz, a coexistência e para promover uma cidadania comum”. Os próximos quatro cursos terão lugar no Cairo (Egito), Irbil (Iraque), Túnis e Dubai (Emirados Árabes Unidos).

Fonte: Rádio Vaticano

Compartilhe:

Faça um comentário