Como escutar Deus?

BANNER CRUZO mundo moderno tem muita dificuldade de ouvir. As pessoas falam demais. Ouvimos queixas de todos os tipos. Escutamos muitas pessoas revoltadas. Outras que jogam “pragas” o dia todo, sempre reclamando da família, do emprego, do governo, da sociedade e, infelizmente, até dos homens da Igreja.

Leia também
É grande o número de empresas e entidades que reservam estandes para próxima ExpoCatólica

A liturgia do segundo domingo do tempo comum, que abre o retorno da liturgia sagrada para as coisas cotidianas, nos faz um ingente convite para escutar o Senhor Jesus. E quem escuta o Senhor é vocacionado para ser discípulo-missionário. Só é feliz, neste vale de lágrimas, quem é feliz no seguimento e no discipulado de Jesus.

Deus, ao chamar Samuel, ouviu de sua parte o “aqui estou”. Foi necessário que o próprio Deus ensinasse a Samuel para que ele pedisse que Deus “lhe falasse, para que ele – Samuel, pudesse escutar!”. Assim acontece conosco. Muitas vezes nós estamos de prontidão. Mas não estamos dispostos, literalmente, para escutar o que o Senhor tem para falar com cada um de nós, conforme cantou o salmista: “Eis que venho, Senhor! Com prazer faço a vossa vontade”(Sl 39).

O chamado de Deus é feito pelo nome, como foi feito ao jovem Samuel e aos discípulos. Deus nos chama e conta com o testemunho e outras mediações humanas. É necessário escutar a voz de Deus e responder. Escutar muito. E fazer a vontade do Pai.

São João nos fala do chamado dos discípulos, depois que João Batista vendo Jesus passar exclamou: “Eis o Cordeiro de Deus!”(Jo 1,26).

Jesus continua olhando para nós, seus filhos e suas filhas, e repetindo a pergunta: “O que estais procurando?” O que nós, hoje, como batizados procuramos? Uma religião de prosperidade ou o caminho da cruz e da ressurreição?

Nos dias de hoje o convite de Jesus é provocante: “Vinde ver”. E vendo, devemos permanecer com Jesus, encontrar o Messias, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Por isso a messe é muito grande, mas os operários são poucos. Vamos rezar, com insistência, nesta semana, para que segundo São Paulo “fugi da imoralidade”, porque o “Espírito Santo, que mora em vós”, dado por Deus nos chama a viver a santidade. Vamos nos esforçar para que possamos aprender a ouvir, a escutar o que o Senhor tem para falar para cada um de nós. Vamos nos desligar um pouco do “frenesi cibernético”. Com confiança peçamos para que o Senhor Deus conceda homens e mulheres que dispersos trabalhem pela Vinha do Senhor. Escutemos a voz do Senhor, sem tardar!

 

Por Dom Eurico dos Santos Veloso – Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG) – CNBB

Compartilhe:

Faça um comentário