O dia amanheceu chuvoso em Cracóvia, nesta quinta-feira (28), o que não foi nenhum empecilho para os participantes da Jornada Mundial da Juventude. E logo aqueles jovens ouviriam um testemunho sobre João Paulo II que os emocionariam.

Às 14h, iniciaram as atividades no palco do Festival Halleluya, no centro de Cracóvia, com o show da banda dos Emirados Árabes MasterPlan and Act of Apostles: a banda católica mais eclética que passou pelo evento. Eles tocaram pop, rock e até hip-hop. A mistura agradou os jovens que assistiam ao show. E isso estava evidente, pois eles pulavam, cantavam e dançavam todo o momento.

Logo depois, a banda autríaca Cardiac Move, com um som muito semelhante ao da banda irlandesa U2, reuniu um público que sabia cantar todas as suas músicas de cor. E já era de se esperar, afinal, eles já tocaram em 5 jornadas mundiais ao longo de sua carreira. Mas o que mais chamou a atenção foi o que o cantor revelou à equipe de Cecilia Music logo após o show: graças à intercessão de João Paulo II em vida, de acordo com o cantor, aconteceu um milagre que mudou de uma vez por todas a vida de sua família.

“São João Paulo II é meu papa desde o início. Eu cresci com ele. Meus parentes foram a Roma porque não podiam ter filhos. Eles rezaram incessantemente. E eu acredito que estou aqui por causa dele”, disse o vocalista Johannes Krysl.

Após o Cardiac Move, a banda francesa Glorious reuniu uma multidão de jovens que passavam pelo local e se deixaram contagiar pelo som vibrante dos garotos de Lyon.

E para encerrar a noite, a banda Alto Louvor, mesmo debaixo de chuva, animou jovens de vários continentes, os quais, cada qual a seu modo, arriscaram alguns passos de samba e não se deixaram dispersar pelo mau tempo.

Nesta sexta-feira (29), último dia de Halleluya, mais shows, entre os quais a presença da freira católica conhecida mundialmente por ter sido ganhadora do The Voice Itália 2015: Irmã Cristina. Para ficar por dentro de tudo o que acontece no Halleluya Cracóvia, acesse: www.halleluyakrakow.com

Mirticeli Dias, enviada especial a Cracóvia.

Fonte: Cecilia | Aleteia

Compartilhe:

Faça um comentário