Este é o milagre que levará à beatificação do brasileiro Padre Donizetti
Foto: Santuário Nossa Senhora Aparecida de Tambaú

Bruno Henrique Arruda de Oliveira é um menino nascido em 2006 com uma deformidade nos membros inferiores e que recebeu o milagre por intercessão de Padre Donizetti Tavares de Lima, reconhecido em decreto assinado pelo Papa Francisco, o qual levará à beatificação do sacerdote brasileiro.

Em um relato publicado no site do Santuário Nossa Senhora Aparecida, de Tambaú (SP), a mãe de Bruno, Margarete Rosilene Arruda de Oliveira, conta que o menino, nascido em 22 de maio de 2006, em Casa Branca (SP), tinha uma deformidade conhecida como “pé torto congênito bilateral”, uma anormalidade de difícil tratamento.

Posted by Santuário Nossa Senhora Aparecida de Tambaú / Padre Donizetti on Monday, April 8, 2019

Quando a criança começou a ficar em pé, seus pais perceberam que ele “não conseguia encostar as solas dos pés na superfície, ele pisava com os lados dos pés e tinha as perninhas arqueadas”. A mãe levou ao pediatra o raio-X e o laudo e foi encaminhada ao ortopedista.

Certa noite, a mãe colocou Bruno de pé sobre uma mesa e tentou desentortar os pezinhos dele com suas mãos, um esforço em vão. Então, começou a chorar e clamar ao Pe. Donizetti: “Por favor, Santo Padre Donizetti, tenha piedade desta vossa filha que vos clama, me ajude: cure o meu filho, cura os pés dele… Sei que terei um caminho difícil pela frente com esse tratamento… Intercede por mim junto a Nossa Senhora Aparecida, sei que Ela não negará um pedido do senhor padre, pois Ela o ama muito, peça a Ela, por favor, que interceda ao filho Jesus, tal qual nas bodas de Caná”.

Veja também:
História de Nossa Senhora Aparecida é contada no teatro com a peça ‘Aparecida – Um Musical’
Igreja terá novo beato: o brasileiro padre Donizetti Tavares

Prometeu também levar os sapatinhos de Bruno à casa de Pe. Donizetti, em Tambaú, “para que dê o testemunho do seu poder junto à Nossa Senhora e Jesus, para que outros que sofrem, possam também pedir ajuda a vós”. “Obrigada, essa é minha vontade, mas que seja feita a vontade de Deus sobre todas as vontades”, concluiu a mãe a sua oração.

No dia seguinte, ao acordar, colocou novamente o menino de pé sobre a mesa e ele “pisou com os pés retos e as solas dos pés tocavam a mesa”, conta Margarete, ressaltando que “suas pernas ainda continuavam arqueadas, mas, os pés estavam pisando certo”.

No dia da consulta com o ortopedista, ela levou o raio-X e o laudo e, após examinar os pés de Bruno, o médico exclamou que Deus havia curado a criança, que não tinha “nada nos pés”.

Com o tempo, as pernas do menino continuavam arqueadas, mas Margarete ressalta que “agradecia e pensava que as pernas continuavam assim, para dar testemunho do milagre que havia acontecido”.

Em 2010, visitou Tambaú e levou os sapatinhos de Bruno, os quais deixou juntamente com o laudo sobre a cama de Padre Donizetti. “Hoje meu filho Bruno encontra-se em perfeito estado de saúde, suas pernas desentortaram e seus pés são normais sem nunca ter se submetido a nenhum tratamento e nenhuma cirurgia. Não existe nenhuma sequela nele que indique que algum dia teve ‘pé torto congênito’”, completa a mãe.

Bruno, sua mãe Margarete, seu pai Adriano e seu irmão Gabriel estiveram presentes durante coletiva de imprensa realizada pela Diocese de São João da Boa Vista, na segunda-feira, 8 de abril, no Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Tambaú.

Posted by Santuário Nossa Senhora Aparecida de Tambaú / Padre Donizetti on Monday, April 8, 2019

Participaram da coletiva o Bispo Diocesano, Dom Antônio Emídio Vilar, o reitor do Santuário e vice-postulador da causa, Pe. Anderson Godoi, e os sacerdotes de Tambaú Pe. Waldemar C. de Souza Júnior, Pe. Diego Santos de Oliveira e Pe. Edward Gregório Júnior.

“Hoje, para nós é um dia memorável, dia que temos que render graças a Deus por tantos benefícios que concede à nossa Diocese de São João da Boa Vista, em particular a este Santuário, onde temos a graça de viver este momento tão esperado por todos nós”, expressou o vice-postulador, Pe. Anderson Godoi.

O sacerdote recordou que durante o processo, realizaram “o levantamento da parte documental e conseguimos comprovar documentalmente. Depois, vimos os laudos médicos, do pediatra que acompanhou o Bruno desde seu nascimento, de outros ortopedistas que nos auxiliaram para chegar à conclusão deste milagre”.

“Lembro que quando conversamos com um ortopedista, ele disse assim para o Bruno: ‘Você tem que agradecer muito a Deus e ser muito devoto do Padre Donizetti, porque era para você ter uma dor insuportável e não conseguir ficar de pé’”, contou Pe. Godoi.

Por sua vez, o Bispo Dom Vilar ressaltou que o decreto de beatificação de Pe. Donizetti vem também recordar a todos sobre o chamado à santidade. “Podemos dizer que a Igreja é santa naqueles que estão santificados por Deus. Hoje, Pe. Donizetti, mas através dele todos nós somos chamados à santidade” declarou.

“Ninguém é santo sozinho, onde tem um santo, pode ter certeza, tem uma grande comunidade que vive a santidade. E Tambaú é chamada neste dia a renovar o seu compromisso com Deus e com os irmãos na sua vida cristã e ser um sinal também para acolher todos os peregrinos que vêm aqui”, acrescentou.

Fonte: ACI Digital

Faça um comentário