1ª Leitura – Na 2,1.3; 3,1-3.6-7

Ai de ti, cidade sangüinária.
Leitura da Profecia de Naum 2,1.3; 3,1-3.6-7 1 Eis sobre os montes os passos de um mensageiro,
que anuncia a paz.
Ó Judá, celebra tuas festas,
cumpre tuas promessas:
nunca mais Belial pisará teu solo;
ele foi aniquilado.
3 O Senhor há de restaurar a grandeza de Jacó,
assim como a grandeza de Israel,
pois os ladrões os saquearam
e devastaram suas videiras.
3,1 Ai de ti, cidade sangüinária,
cheia de imposturas,
cheia de espoliação
e de incessante rapinagem.
2 Estalo de chicotes, fragor de rodas,
cavalos relinchando, ringir de carros impetuosos,
cavaleiros à carga,
3 espadas brilhando e lanças reluzentes,
trucidados sem conta, mortos aos montes;
cadáveres sem fim,
tropeça-se sobre os corpos.
6 Farei cair sobre ti tuas abominações,
e te lançarei em rosto merecidos insultos;
de ti farei um exemplo.
7 Assim, todos os que te virem,
fugirão para longe, dizendo:
‘Nínive está em ruínas!
Quem terá compaixão dela?
Onde achar quem a console?`’
Palavra do Senhor.

Salmo – Dt 32,35cd-36ab. 39abcd. 41 (R. 39c)

R. Sou eu que tiro a vida, sou eu quem faz viver!

liturgia-5-08Evangelho – Mt 16,24-28

O que poderá alguém dar em troca de sua vida? + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 16,24-28 Naquele tempo,
24 Jesus disse aos discípulos:
‘Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo,
tome a sua cruz e me siga.
25 Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la;
e quem perder a sua vida por causa de mim,
vai encontrá-la.
26 De fato, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro
mas perder a sua vida?
O que poderá alguém dar em troca de sua vida?
27 Porque o Filho do Homem
virá na glória do seu Pai, com os seus anjos,
e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta.
28 Em verdade vos digo:
Alguns daqueles que estão aqui não morrerão
antes de verem o Filho do Homem vindo com o seu Reino.’
Palavra da Salvação.

Reflexão – Mt 16, 24-28

Seguir a Jesus Cristo significa renunciar a si mesmo e tomar a sua cruz. A vida toda de Jesus foi viver esta palavra que está no Evangelho de hoje, Jesus sempre renunciou a si mesmo, ele nunca viveu em função de si próprio, nunca buscava a sua realização ou a satisfação de interesses humanos. Ele sempre procurou viver para os seus irmãos e para suas irmãs, estava sempre pronto para servir e não veio para fazer a sua vontade, mas a vontade daquele que o enviou, de modo que a sua vida foi a constante busca da realização do Reino de Deus e o mistério da cruz foi a coroação de toda uma vida vivida não para si, mas para os outros e para Deus. Quem quer ser discípulo de Jesus deve viver segundo os seus ensinamentos e seguir este seu grande exemplo.
Compartilhe:

Faça um comentário