Artista Leandro Rabello se destaca na Diocese de Campos com telas que retratam vida de santos unindo à arte a evangelização

Aperibé, Noroeste Fluminense. Da cidade de pequeno porte um artista se destaca por traduzir na arte a sua fé nos santos. Leandro Rabello Batista acaba de lançar a Mostra Retalhos de Fé e Cultura com 30 telas onde retrata além da imagem de santos com forte devoção na cidade e região, imagens que ajudam a contar a história da cidade de Aperibé, com reprodução de imagens eternizadas nas fotografias amareladas pelo tempo e hoje no acervo da Casa de Cultura e Museu da cidade. Imagens como da velha Matriz de São Sebastião demolida por não atender a grande demanda de fiéis.

Leandro Rabello Batista em seis anos de trabalho já reúne uma média de 30 telas que estão expostas no Espaço Cultural Maria de Lourdes de Bragança, anexo a Casa de Cultura de Aperibé e que poderão ser levadas a outras cidades. O artista que é Professor de Literatura Brasileira e líder da Renovação Carismática na Diocese de Campos onde já exerceu diversos cargos se orgulha da fé católica onde encontra inspiração para a sua arte. A séria reúne telas com imagem de santos da devoção regional destacando São Sebastião, padroeiro da cidade, Santa Terezinha, São Francisco e como carismático não poderia faltar a Beata Elena Guerra, retratada numa das telas que compõem a série.

Leandro Rabello é um artista completo que em sua arte une a beleza plástica à evangelização. Em janeiro juntamente com Marcelo da Cunha Hungria, Diretor do Departamento de Cultura de Aperibé organizou a Exposição São Sebastião: padroeiro de Aperibé e agora esta colocando a disposição a série Fragmentos de Fé e Cultura, uma mostra de seu trabalho artístico de alto nível e que nos ajuda a viver nossa fé tendo como parâmetros a vida de nossos santos. – avalia Pe. José Maurício Peixoto.

Um artista que vive sua fé expressa através da pintura e com humildade reconhece em sua obra o papel que seu grande mestre Henrique Resende exerce em seu trabalho. Iniciou no Ateliê Chácara da Pedra, do artista visual e responsável pela formação de tantos talentos, que avalia Leandro Rabello e sua obra.

Com um olhar muitas vezes voltado para o espiritual, usando a arte como metáfora de sua própria natureza, Leandro não pinta de forma hedonista. Muitas vezes sacrifica a figura principal, reduzindo-a numa dimensão que possibilite um fundo mais presente, o que torna o trabalho mais contemplativo. Vale ressaltar também que ele está sempre buscando novas formas de trabalhar a tinta, usando pincéis, rolinhos, espátulas e por vezes os dedos. Essa inquietação pode ser facilmente percebida nos seus quadros e reflete o seu dinamismo como pessoa. Leandro Rabello é extremamente querido por todos do Ateliê Chácara da Pedra. – reflete Henrique Resende.

Opinião que é compartilhada também pelo Coordenador da Liturgia da Paróquia São Sebastião e Diretor do Departamento de Cultura de Aperibé, Marcelo da Cunha Hungria, que coloca Leandro Rabello entre os grandes artistas da atualidade na região e como um dos talentos à serviço da evangelização e da cultura, com uma arte voltada a colocar em relevo a sua fé.

Leandro é dessas pessoas que se envolvem rapidamente com todas as ações em favor da igreja católica, da cultura, das artes e da educação. A arte a serviço da evangelização, com quadros que nos inspira a conhecer as histórias daqueles santos e santas de Deus e que estão sendo retratados nas telas pintadas com detalhes em óleo sobre tela. – disse Hungria.

Ricardo Gomes é Jornalista e Pesquisador de Cultura Popular.

Contato: [email protected]

Compartilhe:

Faça um comentário