Fiéis de Santa Catarina retornam as missas presenciais

Há quase um mês os fiéis podem participar das missas presenciais seguindo as orientações dadas pelas autoridades de saúde para seguir prevenindo o avanço da Covid-19 no país

Pouco a pouco as missas presenciais vai aumentando nas dioceses brasileiras e Santa Catarina é uma delas, onde, há quase um mês os fiéis podem participar das missas seguindo as orientações dadas pelas autoridades de saúde para seguir prevenindo o avanço da Covid-19 no país.

No próximo dia 25 de maio, a Paróquia São Luís Gonzaga, localizada em Brusque, Santa Catarina, é uma das que celebrará um mês de retorno das missas com a presença dos fiéis. Já bem perto de celebrar a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo e a Festa do Padroeiro, Pe. Diomar Romaniv comemora a possibilidade de realizar as atividades litúrgicas com a participação dos público e avalia de forma positiva esse primeiro mês de celebrações na igreja matriz.

Leia mais:
A celebração de Corpus Christi não será antecipada pela Igreja Católica

Normas sanitárias não são obstáculos

Segundo o pároco, as normas sanitárias impostas para diminuir do contágio do novo coronavírus não foram obstáculos para realizar a missa.

“Mesmo com um número reduzido de fiéis, a missa está sendo um momento profundo de encontro com Jesus. De maneira muito forte, sentimos a alegria, a paz e a esperança, que são dons do Ressuscitado. Há muitos testemunhos de alegria e emoção dos fiéis em poder receber a Eucaristia e ver a igreja aberta para a oração pessoal”, destacou.

Segundo o presbítero, desde o início, a retomada das celebrações estiveram marcadas pela serenidade, compreensão e colaboração dos fiéis. “O atendimento na secretaria e as confissões também foram adaptadas para este momento, e tudo tem acontecido de forma serena”, pontou.

“Não tivemos nenhuma grande dificuldade para cumprir as orientações, ao contrário, algumas novas sugestões foram dadas e acolhidas para melhor cuidarmos da vida de cada um. De princípio achamos que viriam muitas pessoas e nossa maior preocupação era com o número limitado de fiéis autorizados para cada missa que era de 180, mas até agora também isso está bem controlado”, disse ainda o sacerdote.

Autorização do Governo do Estado

O Governador do Estado de Santa Catarina autorizou a abertura das igrejas no dia 20 de abril e no dia seguinte a Arquidiocese de Florianópolis emitiu as orientações para as paróquias que quisessem voltar com as celebrações presenciais. De acordo com a arquidiocese, cada paróquia é livre para decidir se a igreja tem condição de seguir as normas sanitárias para que possa ser aberta. Entre as orientações a serem seguidas, estão: a ocupação da igreja não deve ultrapassar 30% da capacidade, é obrigatório o uso de máscara, de álcool gel e a igreja deverá ser continuamente higienizada.

“Não abrimos de imediato: durante a semana nos organizamos e retomamos as celebrações no sábado e domingo, 25 e 26 de abril. Primeiro estudamos todas as regras e avaliamos como cumpri-las; elaboramos uma série de orientações práticas para a limpeza e organização do templo, para a acolhida e orientação dos fiéis, e para as diversas funções na liturgia; enviamos essas orientações para a Polícia Militar que deu ciência e atestou nossos encaminhamentos”, afirmou.

“Quando retornamos com as missas meu coração se encheu de uma paz tão profunda, uma alegria e uma emoção que transbordava do coração. O Evangelho daquela celebração era o dos discípulos de Emaús (Lc 24,23-35) e foi significativo reconhecer o Ressuscitado presente na comunidade reunida, na fração do pão e na Palavra. As máscaras dos fiéis não permitiam ver o sorriso de cada um, mas os olhos cheios de lágrimas testemunhavam a emoção, a alegria e a gratidão de retornar à igreja e receber a Eucaristia”, disse padre Diomar.

O pároco contou que para celebrar o mês de maio, em agradecimento a intercessão de Nossa Senhora, foi organizado um jardim para Maria, no espaço dedicado a ela na igreja. “Muitas flores têm chegado e sempre, durante o dia, antes e depois das celebrações, as pessoas vão até este lugar para fazer seu momento devocional”.

A paróquia possui 12 capelas e as missas estavam acontecendo apenas na matriz, mas voltarão a ter lugar nas localidades entre os dias 30 e 31 de maio.

Leia mais:
Missas são retomadas em alguns estados brasileiros

Celebrações nas mídias sociais

As celebrações continuam sendo transmitidas diariamente através das mídias sociais, e no sábado e domingo também pela televisão e emissoras de rádio da região. Continuam suspensas as ações pastorais, como catequese, e também as celebrações dos seguintes sacramentos: Batismo, Matrimônio, Crisma e Primeira Comunhão.

“É um tempo bonito, cheio de graças e bênçãos de Deus. Queremos acolher o dom do Ressuscitado, iluminados pela sua luz e conduzidos pela sua força, que é o Espírito Santo”, concluiu Pe. Diomar.

Com informações de ACI Digital
Compartilhe:

Faça um comentário