Fiel almeja pagar uma promessa indo da Bahia à Aparecida de bicicleta

Barzotto Edilson, o Barza como é conhecido, é um daquelas pessoas que tem a bicicleta, o ciclismo como grande paixão na vida.  Natural de Cascavel, Paraná, Barza mora há quatro anos em Porto Seguro, Bahia e decidiu esse ano realizar o seu maior desafio: pedalar de Porto Seguro até Aparecida do Norte.

Pelo que conta o atleta, o percurso de 1.400 quilômetros será realizado em sete dias numa média de 200 km por dia. “Eu já fiz trajetos mais longos, mas sem dúvida essa é a minha maior provação, pois diferentemente das outras vezes, nesta, eu vou sozinho”, exalta.

Os percursos mais longos, a qual referia o ciclista, foram seus feitos de Cascavel à Aparecida (1.280 km) e de Cascavel ao Pantanal, passando por Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, percorrendo 2.100 km. No entanto, Barza foi com um grupo de ciclistas, o mesmo que irá se juntar a ele em Aparecida. “Eles saem de Cascavel e eu de Porto Seguro. Lá em Aparecida nos encontramos”, explica.

Leia também:
Turismo religioso: 5 viagens pelo Brasil para despertar a fé
Com seis metros de altura, Imagem de Aparecida é inaugurada em Aracaju

Sem entrar em detalhes, Barza diz que vai cumprir uma promessa que fez, e para realizar tal façanha, o ciclista leva diversos equipamentos e ferramentas para infortúnios que por ventura aparecer em seu caminho. A lista vai de liquido selante de pneus até uma garupeira.  Além da bicicleta, o atleta tem que levar acessórios para ele, como roupas impermeáveis e mochila de hidratação. “Temos que nos preparar para tudo, por isso estou preparado para perder um dia, caso não tenha condições como tempestades ou qualquer outro problema que possa acontecer com a bicicleta”, lembra Barza.

Ele dividiu o percurso em quilômetros pedalados entre cada parada: Teixeira de Freitas, primeira parada (230 km); já no Espírito Santo chega a Linhares (230 km), depois Guarapari (190 km); e no Rio de Janeiro segue para Campos dos Goytacazes (230 km), para Sapucaia (210 km) e Resende (206); por ultimo chega a Aparecida do Norte (102 km). O ciclista pretende ficar em pousadas e casas de amigos do pedal.

Muito conhecido no meio em Porto Seguro, Barza vem se preparando, pedalando em média 80 km por dia. Por fim, ele conta sobre os trechos que devem ser mais difíceis. “De Eunápolis até Itamarajú, os acostamentos são horríveis, além dele, devo enfrentar 20 km  de ladeira no último trecho até Aparecida”, conclui.

Fonte: JOJÔnotícias

Compartilhe:

Faça um comentário