Capuchinho mais idoso do Brasil, Frei Roberto, falece em Fortaleza (CE)

Frei Roberto Magalhães, de 99 anos, era o frade capuchinho mais idoso do Brasil e completou no último dia 20 de março 81 anos de profissão religiosa

Frei Roberto Magalhães ou Frei Robertinho, o frade brasileiro que ficou conhecido por percorrer 6 quilômetros atendendo confissões na Caminhada Penitencial da Arquidiocese de Fortaleza já com idade avançada, faleceu este 18 de maio, às 15h na sua residência na Cúria Provincial dos Capuchinhos do Ceará e Piauí. Frei Roberto, que em setembro cumpriria 100 anos e em outubro 76 anos de ordenação sacerdotal, faleceu de causas naturais.

Segundo o Blog O Ancoradouro, “algumas imagens de Frei Robertinho viralizaram na internet como ele, mesmo com a elevada idade, fazendo genuflexão para o Santíssimo Sacramento, abençoando um policial militar no hospital e cantando a música “barca de Jesus”, a sua preferida”.

“Roberto, filho do casal José Joaquim de Souza e a senhora Joana Magalhães de Sousa, nasceu em 10 de setembro de 1920. Ingressou no convento dos Capuchinhos, com a aprovação dos pais, em 1934, quando tinha apenas 14 anos. Em 1938, fez o noviciado em Esplanada na Bahia. A profissão simples foi no ano seguinte. Era a marca da entrada na Ordem dos Capuchinhos. Daí em diante Frei Roberto ajudou muitas pessoas a descobrirem seu caminho”.

Leia mais:
Bento XVI escreve carta em ocasião dos 100 anos de nascimento de São João Paulo II

“Em 1942, em São Luís (MA), a Ordem acolhe seus votos solenes. É uma data marcante para o religioso. Neste período, cursa filosofia e teologia. Outra data importante foi sua ordenação presbiteral: 1º de outubro de 1944, no Santuário Coração de Jesus, em Fortaleza”, assinala o Ancoradouro.

Entre as muitas tarefas e cargos que assumiu, Frei Roberto se desempenhou como professor de filosofia, diretor dos estudantes de filosofia, vigário paroquial, pároco e guardião em vários conventos, reitor do santuário S. Francisco das Chagas, diretor do Colégio São Francisco em Juazeiro, e ainda esteve durante um breve período como missionário em Angola.

Frei Roberto Magalhães era o frade capuchinho mais idoso do Brasil e completou no último dia 20 de março 81 anos de profissão religiosa e, em 1º de outubro, celebraria 76 anos de sacerdócio.

Com informações de ACI Digital
Compartilhe:

Faça um comentário