Hoje começa a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos no hemisfério Norte
Foto: Vatican Media

Nesta sexta-feira, 18 de janeiro, começa a celebração da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos no hemisfério Norte com o tema: “Procurarás a justiça, nada além da justiça”, uma passagem do livro de Deuteronômio.

Há vários anos, o Conselho Ecumênico das Igrejas e o Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos designam diferentes Igrejas e comunidades eclesiais de diversas confissões e regiões geográficas para a elaboração dos materiais de oração para esta semana, que encerrará no dia 25 de janeiro.

Para a semana de oração de 2019, pediram aos cristãos da Indonésia, um país de maioria muçulmana.

O site do Vaticano recorda que as datas de celebração desta semana “foram propostas em 1908 por Paul Watson (sacerdote anglicano), para cobrir os dias entre a festa de São Pedro e São Paulo, que têm um significado profundo”.

Veja também:
Diálogo entre Católicos e Judeus: cresce confiança e estima recíproca
Arcebispo norte-americano propõe frase de Madre Teresa para combater a crise na Igreja

No hemisfério sul, onde janeiro é tempo de férias de verão, explicam, “as igrejas frequentemente adotam outras datas para celebrar a Semana de Oração, por exemplo próximo a Pentecostes (sugerido pelo movimento Fé e Constituição, em 1926), que também é uma data significativa para a unidade da Igreja “.

Como parte destas celebrações, o Papa Francisco presidirá a oração das Vésperas, às 17h30 (hora de Roma), na Basílica de São Paulo Extramuros, em Roma, nesta sexta-feira, 18 de janeiro.

Tradicionalmente, o Santo Padre faz esta oração em 25 de janeiro, festa da Conversão de São Paulo Apóstolo, mas este ano mudou a data, pois estará no Panamá por ocasião da Jornada Mundial da Juventude Panamá 2019 de 23 a 28 janeiro.

Como se recorda, São Paulo – então conhecido como Saulo – foi derrubado do cavalo no caminho para Damasco pelo próprio Jesus através de uma luz do céu que brilhou sobre ele e seus companheiros, ele ficou cego e, Em seguida, decidiu se converter cristão.

Na quarta-feira, 16 de janeiro, na Audiência Geral, o Papa Francisco disse que “também este ano devemos rezar para que todos os cristãos voltem a ser uma só família, coerente com a vontade divina, que quer que todos sejam um”. “O ecumenismo não é uma coisa opcional”, acrescentou.

Fonte: ACI Digital

Faça um comentário