Hoje a Igreja celebra a festa de Nossa Senhora de Luján, padroeira da Argentina

Nossa Senhora de Luján é a protetora dos motoristas e das estradas e é celebrada hoje, no dia 8 de maio

Neste dia 8 de maio, celebra-se a Festa de Nossa Senhora de Luján, padroeira da Argentina, que também é a protetora dos motoristas e das estradas, assim como da Polícia Federal desse país.

 

 

Durante o ano 1630, o português Antônio Farias, fazendeiro de Sumampa no território de Córdoba do Tucumán, pediu a um amigo marinheiro que lhe enviasse do Brasil uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, pois queria venerá-la em uma capela que estava construindo.

Assim, duas imagens chegaram para aquele homem: uma era conforme ele havia pedido e a outra era a Mãe de Deus com um menino em seus braços. Ambas foram colocadas em duas caixas dentro de uma charrete. Ao chegar às margens do Rio Luján, na fazenda de Rosendo, os carregadores pararam para passar a noite.

Leia mais:
Na festa de Nossa Senhora de Luján, Papa Francisco será um “peregrino espiritual e virtual”

No dia seguinte, numa clara manhã de maio, quando quiseram continuar a viagem, a charrete não se movia. Os carroceiros tentaram fazê-la avançar de várias maneiras, mas foi inútil. Então, retiraram uma das imagens e a charrete continuava sem se mexer. Em seguida, colocaram-na novamente na charrete e retiraram a outra e o veículo andou normalmente.

Ao ver que a imagem de Nossa Senhora da Conceição não queria sair daquele lugar, levaram-na à casa do senhor Rosendo, onde a família a acolheu com alegria. Esta notícia ficou conhecida por toda a região e começou a crescer a devoção junto com os milagres.

Em 8 de maio de 1887, realizou-se a coroação canônica da imagem. Com o tempo, foi erguida uma Basílica – Sanntuário de Nossa Senhora de Luján.

João Paulo II, em 1982, em uma Missa no Santuário de Luján disse: “Diante desta bendita Imagem de Maria, à qual mostraram a sua devoção os meus predecessores Urbano VIII, Clemente XI, Leão XIII, Pio XI e Pio XII, vem também prostrar-se, em comunhão de amor filial convosco, o Sucessor de Pedro na cátedra de Roma”.

 

 

Na audiência geral de 8 de maio de 2013, o Papa Francisco recordou de modo especial a Virgem de Luján, a quem tem uma devoção especial por ser a Padroeira de sua terra natal, Argentina, e encomendou-lhe todas as alegrias e preocupações dos argentinos, pedindo “um aplauso bem forte para a Mãe de Deus”.

Com informações de ACI Digital
Compartilhe:

Faça um comentário