A Igreja pede mais de nós, afirma padre Zezinho Durante pregação
Foto: Divulgação

Cerca de 60 ministros de música católicos, cujo trabalho é conhecido mundialmente há várias décadas, participaram na tarde deste sábado, 7, de um programa especial na TV Canção Nova, intitulado “Mais música”, durante o Acampamento para Músicos, promovido pela sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP) neste fim de semana.

Em um clima alegre e descontraído de bate-papo, o programa foi apresentado pelos missionários Emanuel Stênio, Márcio Todeschini e Thiago Tomé. Os missionários da Canção Nova interagiram com os cantores e com o público presente, promovendo um momento de partilha, troca de experiências e louvor.

“Subir na fé é difícil. Subir sozinho é uma forma de vaidade. Eu nunca pensei em ser cantor, eu queria ser padre, queria ser pároco, mas nunca fui pároco”. Padre Zezinho

Veja também:
Rezar o Terço traz paz à Igreja e ao mundo, diz Papa Francisco
Oração a Nossa Senhora do Silêncio

O encontro teve início com o testemunho de Eugênio Jorge, Tony Allysson, Ziza Fernandes, Fred, entre outros. Alguns dos ministros de música relataram como foi sua primeira experiência com Jesus.

O fundador da Comunidade Recado, Luiz Carvalho, descreveu por que nasceu a comunidade. “A Comunidade Recado nasceu para evangelizar por meio da arte”, ressaltou.

Padre Delton também testemunhou como foi a inspiração para a fundação da Comunidade Coração Fiel e a importância do monsenhor Jonas na sua vida, vocação e comunidade. E anunciou a presença de um dos pioneiros da música católica no Brasil: padre Zezinho, afirmando que muitas músicas deste sacerdote serviram de trilhas sonoras para seu encontro com Deus.

Assista:

Padre Zezinho finalizou o programa com uma profunda reflexão sobre a importância do ministério de música para a Igreja. E iniciou sua partilha abençoando o povo e fazendo memória de sua vida e trajetória na música católica brasileira.

Ao afirmar que “De nós a Igreja pede mais”, o sacerdote destacou: “Nós vivemos no tempo da academia, as pessoas se exercitam para ficar mais bonitas. Por isso cabe a pergunta: ‘Por que e para quê?’ No Cristianismo não há moleza; sem aprendizado constante não há vencedor, o treinador não convoca quem está fora do time. No futebol ou você está bem treinado ou não.

Da mesma forma, ninguém se torna um bom tecladista ou guitarrista sem treinar. E o treinamento é ascese, é esforço. Ascese é um ato de aprender, de treinar para ser competente naquilo que se faz. Somos chamados a subir os degraus do melhor, não para nós, mas para a Igreja. Sem ascese e sem espiritualidade não vamos a lugar nenhum. De nós a Igreja quer mais. Ascese é uma das práticas mais difíceis de executar.

Deus chamou vocês para que sejam pregadores, para que sejam catequistas; vocês têm que repercutir a doutrina da Igreja”.

Fonte: Canção Nova

Faça um comentário