Jornalista Joyce Ribeiro será a mediadora do debate promovido pela CNBB
Foto: Juan Ribeiro/Divulgação TV Aparecida

A mediadora do Debate de Aparecida, promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), será a jornalista Joyce Ribeiro. Escolhida pela TV Aparecida, responsável por organizar o evento com a participação dos candidatos à Presidência da República, a profissional conta que havia estabelecido como meta para este ano participar de forma mais ativa do debate político no Brasil.

“Eu fiquei muito feliz com o convite para mediar o debate. Essa era uma oportunidade que eu buscava para este ano, que é um ano muito importante para o Brasil, para os brasileiros, num momento que a gente precisa tomar decisões que vão pontuar e direcionar nossa caminhada daqui para frente em todos os aspectos”, afirma Joyce.

Segundo a jornalista – que já atuou em emissoras como Record e SBT e hoje é âncora no Jornal da Cultura, da TV Cultura – ao acompanhar o cenário político, percebeu a vontade de participar mais efetivamente da discussão, o que a motivou para aceitar o convite da TV Aparecida: “Estou realizando uma vontade grande minha para este ano de 2018 e tenho certeza que vai ser uma oportunidade incrível para todos nós brasileiros que estamos nesse momento de colher o máximo de informação sobre aqueles que se dizem aptos a nos ajudar a trilhar os caminhos do Brasil”.

Veja também:
Pe. Reginaldo Manzotti dá 4 dicas para aproveitar a Palavra de Deus
Papa Francisco: fazer exame de consciência para deixar espaço ao Espírito

Sobre a preparação, Joyce Ribeiro ressalta o trabalho de pesquisa sobre as questões políticas e afirma que está dentro de seus estudos diários para a cobertura da editoria política. “Acaba ficando muito dentro da minha rotina dos últimos meses e desse último ano de forma mais intensa, mais profunda, porque a cobertura do noticiário político é um estudo constante, uma pesquisa constante, um ir atrás de informações diariamente, sistematicamente”, relata.

“O que fiz com mais intensidade foi observar mais no detalhe a movimentação de cada segmento político, de cada partido e de cada candidato. Tenho o trabalho de reunir todas essas informações e de estar mais em cima do passo a passo e das movimentações de todos os grupos”, conta.

O Debate de Aparecida
Promovido pela CNBB, o evento contará com a transmissão das emissoras de TV e rádio de inspiração católica, além de portais na internet. Quanto ao formato, terá perguntas apresentadas aos políticos por sorteio, outras feitas por bispos da CNBB e jornalistas previamente inscritos. Também estão previstas perguntas entre os próprios candidatos. Réplicas e tréplicas serão permitidas em alguns momentos. A previsão de duração é de duas horas, divididas em cinco blocos.

No primeiro, a mediadora fará a abertura, discorrendo sobre as emissoras que estão transmitindo. Em seguida, vai citar os nomes dos candidatos que estão presentes e os que não compareceram ao encontro. Na sequência, o GC (Gerador de Caracteres) cita os nomes dos outros candidatos sem representação na Câmara dos Deputados e que não participarão do debate. A primeira pergunta – destinada a todos os candidatos, que terão 2 minutos – será feita por um (arce)bispo designado pela presidência da CNBB.

No segundo bloco, será aberta a possibilidade de confronto direto entre os candidatos, com tema livre. O mediador vai sortear o candidato que irá perguntar e o outro que responderá. A pergunta deverá ser feita em até 30 segundos, com resposta em 2 minutos, réplica em 1 minuto e meio e tréplica em 1 minuto.

No terceiro bloco, as perguntas serão feitas por jornalistas das emissoras filiadas à Signis Brasil. Os temas serão definidos previamente e as perguntas pré-definidas pela organização do debate. Será feito um sorteio na hora para definir qual candidato irá responder, no tempo máximo de dois minutos.

No quarto bloco, será aberta a possibilidade de confronto direto entre os candidatos, com tema livre. O mediador fará o sorteio do candidato que irá perguntar e de outro para responder. A pergunta deverá ser feita em até 30 segundos, com resposta em dois minutos, réplica em 1 minuto 30 segundos e tréplica em 1 minuto.

No quinto e último bloco as perguntas, com tema livre, serão feitas por bispos indicados pela CNBB, sendo um bispo para cada candidato. O mediador vai sortear na hora o candidato que irá responder. A pergunta será feita em até 30 segundos e as respostas em 2 minutos. Neste bloco também serão feitas as considerações finais de cada candidato, sendo que cada um terá 1 minuto.

Fonte: CNBB

Faça um comentário