Jovens que rezavam à noite em cemitério são surpreendidos por policiais
Foto: Daniel Kelvin / Facebook

Redes sociais se comovem com relato dos rapazes que rezavam por dois amigos que tinham se suicidado

O recente suicídio de dois jovens na cidade de Caçador, situada no Meio-Oeste de Santa Catarina, abalou intensamente o seu grupo de amigos, levando quatro deles a se reunirem no cemitério para rezar pelos dois mortos no único horário em que tinham disponibilidade: a noite da última sexta-feira.

Enquanto estavam no cemitério, os quatro rapazes foram abordados por dois policiais militares ambientais, que, ao saberem do motivo da sua presença naquele horário, decidiram acompanhá-los durante a sua oração e depois levá-los até as suas casas.

Um dos jovens, Daniel Kelvin, relatou que os policiais tinham ficado preocupados com o estado emocional dos quatro amigos. Um dos PMs chegou a dizer que não ficaria com a “consciência limpa” se não soubesse que todos os quatro tinham chegado em casa com segurança, sem cometerem o mesmo ato dos dois jovens que haviam tirado a própria vida. Daniel acrescentou que os policiais ainda pararam num posto de gasolina para comprar um refrigerante para os jovens, em mais um gesto de carinho.

Veja também:
Papa confirma visita ao Marrocos em 2019
A surpreendente “igreja-iglu” do Ártico

O rapaz agradeceu aos PMs e declarou que pretende ser policial no futuro:

“Ser policial é um sonho pra mim (…) A sociedade tem que entender que a PM sai de casa sem saber se vai voltar com vida. Deixam suas esposas e filhos sem saber se o tchau vai se tornar um adeus. Deixo aqui meus agradecimentos à Polícia Ambiental junto com minha admiração por esses guerreiros, e digo: #SuicidioNao #VidaSim Rapazeada, EU AMO VOCÊS ♥️”

Centenas de comentários postados por internautas nas redes sociais elogiaram a postura dos policiais e comentaram a comoção da comunidade local. Um deles, Adir Karen Trevisan, escreveu:

“Nossa comunidade está preocupada com nossos jovens. Nossos polícias, nossos professores, nossos psicólogos, os pais, as mães e os amigos todos estamos em estado de alerta, pois sabemos o que pode acontecer quando a depressão, a ansiedade e tantos outros transtornos mentais não são levados a sério. Parabéns aos PMs em questão, parabéns à comunidade envolvida na busca por saúde mental, e força às famílias que perderam seus jovens, força aos amigos que ficaram, vocês não estão sozinhos”.

Fonte: Aleteia

Faça um comentário