Madre Riquelme será beatificada, data já foi anunciada
Madre Riquelme

A beatificação de Madre Riquelme

A beatificação de María Emilia Riquelme y Zayas, conhecida como Madre Riquelme foi informada pela Arquidiocese de Granada (Espanha). A fundadora da Congregação das Irmãs Missionárias do Santíssimo Sacramento e Maria Imaculada será beatificada em 9 de novembro de 2019, na Catedral de Granada.

Segundo informa a Arquidiocese de Granada, o milagre atribuído à intercessão da religiosa foi a cura, em 2003, de um homem que sofria pancreatite aguda na Colômbia. A irmã do doente, membro da congregação das Missionárias do Santíssimo Sacramento e Maria Imaculada, rezou a Madre Riquelme pedindo sua intercessão pela cura de seu irmão.

Em 19 de março, a Santa Sé informou sobre o decreto que reconhece que a cura desse homem da Colômbia foi um milagre concedido pela intercessão de Madre Riquelme.

A última beatificação ocorrida na Arquidiocese de Granada foi a do capuchinho Frei Leopoldo de Alpandeire, em 12 de setembro de 2010.

Veja também:
Viúvo se tornou padre e seus quatro filhos seguiram o mesmo caminho

Biografia

María Emilia Riquelme y Zayas nasceu em Granada (Espanha), em 5 de agosto de 1847 e fundou a Congregação das Irmãs Missionárias do Santíssimo Sacramento e Maria Imaculada.

Pertencia à aristocracia espanhola, tinha uma excelente formação em francês, canto, equitação e bordado.

Com sete anos de idade disse que teve uma visão da Mãe de Deus. Por isso, em sua adolescência foi consagrada a Nossa Senhora do Carmo fazendo votos privados de castidade e virgindade. Por causa do trabalho de seu pai, sua família teve que se mudar várias vezes. Quis entrar na vida religiosa, mas seu pai a proibiu. Diante disso, dedicou-se a visitar os mais necessitados nas diferentes cidades que morou na Espanha.

Em 10 de dezembro de 1940, María Emilia Riquelme faleceu na cidade de Granada (Espanha), aos 93 anos de idade. Seu principal trabalho se desenvolve no âmbito da educação, através de colégios e residências universitárias. Nos lugares de missão, desenvolvem obras sociais para a promoção das pessoas da ragião. Além disso, são responsáveis por duas capelas de adoração perpétua, uma na Arquidiocese de Madri e outra na Diocese de Maiorca.

Veja também:
Mulher reza todos os dias para boneco do Senhor dos Anéis acreditando ser Santo Antônio

Atualmente a congregação está presente na Espanha, Portugal, Brasil, Colômbia, Bolívia e Estados Unidos. Seu processo de beatificação foi aberto em 1980 na Arquidiocese de Granada. Dois anos mais tarde, foi aprovado pela Santa Sé e pela Congregação para as Causas dos Santos. Em 19 de março de 2019, foi reconhecido o milagre realizado por sua intercessão, fato que possibilitou a sua beatificação que será em 9 de novembro de 2019.

Com informações de ACI Digital

Faça um comentário