Mês de maio mariano: época de profunda oração à Maria acontece em meio ao coronavírus| Imagem: reprodução

Festas como a de Nossa Senhora de Fátima e Auxiliadora não poderão ser presenciais

O Mês de maio é marcado por um período de 30 dias de orações voltadas à Maria Mãe de Deus. A devoção foi instaurada por volta do século XII e neste ano acontece entre o período de uma das maiores pandemias de gripe da história. Devido ao coronavírus, assim como foi na Semana Santa, os fiéis acompanharão os ritos e celebrações apenas de casa.

Dentro do mês de maio, além da memória a Virgem Santíssima, celebra-se também as aparições de Nossa Senhora de Fátima (13) e Nossa Senhora Auxiliadora (24), deixando os fiéis com uma dor enorme no coração, já que as festividades não poderão ser realizadas com a presença do público na Igreja. Além das datas marianas, em maio também se comemora o dia da famosa Santa Rita de Cássia (22).

Leia mais:
Oração de São José para pedir intercessão para o seu trabalho

Algumas dioceses brasileiras, seguem esperançosas de que talvez a situação se reverta, no entendo até o momento, as orientações da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), é de que as missas e atividades religiosas que podem causar aglomerações de pessoas permaneçam suspensas. Paróquias que desobedecerem às medidas de contenção do vírus, estão sujeitas à multa.

Por Redação Catholicus  

Compartilhe:

Faça um comentário