Museu de Arte Sacra exibe mostra sobre os 110 anos da Diocese de Campinas

O Museu Arquidiocesano de Arte Sacra da Arquidiocese de Campinas (MAAS) acolherá entre os dias 11 de maio e 9 de julho a exposição “No Cálice, a Comunhão: 110 Anos da Diocese de Campinas”.

Para viabilizar o evento, que comemora os 110 anos da criação da Diocese de Campinas, o MAAS solicitou às paróquias da arquidiocese que enviassem um cálice para integrar a exposição.

Leia também:
Andrea Bocelli cantará em Fátima em ação de graças pelo centenário das aparições
Bispo pede perdão aos católicos pela “zombaria” ocorrida em ato religioso pró-Lula

Reaberto oficialmente em 8 de dezembro de 2015, dia da padroeira da cidade e da Arquidiocese de Campinas, Nossa Senhora da Conceição, o Museu Arquidiocesano de Arte Sacra é formado por salas temáticas que seguem a linha do tempo da história da Igreja campineira.

Atualmente, o MAAS possui 120 obras expostas e 2 mil no acervo. Entre os destaques está a coleção de obras raras de Dom Paulo de Tarso Campos, terceiro bispo e primeiro arcebispo de Campinas, além das imagens que marcaram a trajetória da Igreja Católica na região.

Pela necessidade de um espaço físico mais adequado para abrigar e valorizar o acervo, o atual Arcebispo Dom Airton José dos Santos decidiu transferir o museu para o Palácio Episcopal, situado na Rua José Ferreira de Camargo, 844, no bairro Nova Campinas. O horário de funcionamento é de terça-feira a sábado, das 9h às 16h30.

A entrada custa R$ 5 (inteira) e R$2,50 (meia entrada). Estudantes pagam meia e pessoas com deficiência, idosos, professores e padres tem acesso gratuito. Mais informações pelo telefone: (19) 3790-3950.

Fonte: Gaudium Press, com informações da Arquidiocese de Campinas

Faça um comentário