Conheça a história real de um bebê que nasceu do tamanho de uma nota de $50, e os médicos não conseguiram explicar como ele sobreviveu.

Josh e Nicole Nyberg de Bloomington, no estado de Indiana nos Estados Unidos, acharam que seu bebê William não sobreviveria.

Nicole, grávida de apenas 23 semanas, tinha sangramento e contrações muito cedo que a levaram ao repouso total. Mesmo assim, os sangramentos aumentaram e a equipe do hospital Advocate BroMenn Medican Center em Illinois, após ver que a placenta havia se separado da camada uterina, precisou fazer uma cesareana de emergência para retirar o bebê e salvar a vida da mãe.

William nasceu 16 semanas antes do prazo final da gravidez que é o limite de sobrevivência de um bebê. Naquele dia, em 28 de abril de 2014, ele foi ressuscitado e transportado para uma unidade intensiva neonatal, com chance de sobrevivência de apenas 15%; e a sobrevivência no caso específico dele após o descolamento da placenta, segundo o médido da unidade neonatal do hospital, Dr Vitaly Soloveychik, era de apenas 5%. A equipe médica concluiu que caso ele conseguisse sobreviver o que não era esperado, ele precisaria de aparelhagem para poder respirar e outros tratamentos para poder viver.

O milagre

Ele recebeu oxigênio, transfusões de sangue, ultrassons, eletroencéfalogramas e eletrocardiogramas, antibióticos contra infecções, e remédios para que seus pulmões se desenvolvessem. Ele passou ainda por uma cirurgia para corrigir sangramento anormal entre a veia aorta e pulmonar. Ele foi mantido num local escuro, úmido e quieto da Unidade Intensiva Neonatal do hospital.

O pai, Josh, disse que somente orava. Ele estava preocupado com a esposa e também com o bebê. Nicole pensou que o filho não havia sobrevivido, mas após saber que ele estava vivo, sentiu-se em paz.

Nicole Nyberg disse, “Ele é um verdadeiro milagre bem diante dos meus olhos!”

O pai Josh relatou, “Ele era literalmente do tamanho em comprimento e largura de uma nota de $50.”

Foram ao todo 91 dias na Unidade Intensiva Neonatal, e a mãe Nicole conseguiu amamentá-lo e segurá-lo todos os dias daqueles 3 meses, trabalhando em períodos picados para assisti-lo no hospital. Josh também se dividiu entre cuidar da outra filha de 8 anos do casal e seu trabalho. A mãe disse: “Foram meses bastante cansativos, mas William estava melhorando. Vimos um milagre acontecer em nossa frente com nossos próprios olhos.”

William Nyberg sobreviveu e sua recuperação foi incrível. Ele foi para casa em 28 de julho de 2014, 3 semanas antes de quando os médicos haviam marcado o parto da mãe, se o parto tivesse ocorrido no tempo previsto, em 28 de agosto. Ele continua com o oxigênio por enquanto devido a uma doença pulmonar e um monitor acoplado ao coração, até que consiga se recuperar e estar livre de infecção.

A coragem e luta pela vida de um pequeno bebê surpreendeu a todos os médicos e amigos da família.

Josh disse, “Nós o chamamos “Gênio Forte”, ele teve que lutar para poder viver. Hoje ele é um bebê como qualquer outro, cheio de personalidade.”

Fonte: Familia.com

Compartilhe:

Faça um comentário