No dia da Consciência Negra, católicos conservadores impedem missa africana em igreja do Rio de Janeiro
Foto: Reprodução

Cerca de 20 homens que vestiam terno e mulheres que usavam véu causaram tumulto na missa africana

Um grupo de católicos conservadores tentou impedir, na noite da última quarta-feira, a realização de uma missa africana em homenagem ao Dia da Consciência Negra na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, na Glória, Zona Sul do Rio. A cerimônia tem cantos afro e o toque de atabaques e foi divulgada nas redes sociais da igreja.

De acordo com frequentadores da paróquia, o grupo, de cerca de 20 pessoas, tentou impedir o padre de iniciar a celebração. O sacerdote, entretanto, se negou, e a missa foi realizada. Ao final, houve discussão entre o grupo e integrantes da paróquia.

Veja também:
1500 pobres almoçaram com Papa Francisco no Vaticano

— Eles chegaram antes da missa começar. Vários homens de terno e mulheres de véu. Nunca tínhamos visto essas pessoas aqui. Essa missa africana é feita há 15 anos na igreja. Logo no início da missa o padre fez um discurso dizendo que não estávamos fazendo nada de errado. Eles permaneceram na igreja, filmando tudo. No final, aconteceu a confusão — contou uma frequentadora da paróquia.

Policiais do 2º BPM foram chamados ao local e três homens do grupo que tentou impedir a missa foram conduzidos à 9ª DP (Catete).

Com informações de O Globo
Compartilhe:

Faça um comentário