Nomeado o novo Arcebispo de Washington
Foto: Vatican Media

O Arcebispo de Atlanta Dom Wilton D. Gregory foi nomeado o novo arcebispo de Washington, que tinha a sua sede vacante desde 2018

O Papa Francisco nomeou, nesta quinta-feira (04/04) o novo Arcebispo Metropolita de Washington (EUA), Dom Wilton D. Gregory, até agora Arcebispo de Atlanta, na Geórgia. A Arquidiocese tinha a sua sede vancate desde 12 de outubro passado, quando o Papa Francisco aceitou a renúncia ao governo pastoral da mesma arquidiocese apresentada pelo cardeal Donald W. Wuerl.

Dom Wilton D. Gregory nasceu em 7 de dezembro de 1947 em Chicago (Illinois) e depois de ter frequentado o ensino fundamental na cidade, entrou para o Seminário Preparatório Quigley. Estudou filosofia no Niles College e Teologia no Seminário de Santa Maria do Lago em Mundelein (Illinois). Em seguida obteve o doutorado em Liturgia no Pontifício Ateneu Santo Anselmo em Roma (1980).

Foi ordenado sacerdote em 9 de maio de 1973 na arquidiocese de Chicago.

Veja também:
Papa Francisco convida cristãos a falar com Deus face a face
Mais de 2,5 milhões de eleitores terão até 6 de maio para regularizar título

Depois da ordenação sacerdotal foi Vigário na paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Glenview; estudante em Roma (1976-1979); professor de liturgia no Seminário de Santa Maria do Lago em Mundelain; membro do ofício diocesano para a Liturgia e Mestre de cerimônias dos cardeais Cody e Bernardin (1980-1983).

Foi nomeado Bispo titular de Oliva e Auxiliar de Chicago em 18 de outubro de 1983, e consagrado em 13 de dezembro do mesmo ano.

Depois, foi transferido à Sede de Belleville (Illinois) em 28 de dezembro de 1993 onde tomou posse em fevereiro do ano seguinte.

Em 9 de dezembro de 2004 foi nomeado Arcebispo Metropolita de Atlanta na Georgia.

No âmbito da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos, foi seu presidente de 2001 a 2004 e ocupou vários cargos nos Comitês da Conferência. Atualmente é responsável pelo Comitê do Culto Divino.

O arcebispo, além de inglês, fala italiano e espanhol.

Fonte: Vatican News

Faça um comentário