Novo presidente da CNBB é Dom Walmor Azevedo, Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Dom Walmor Azevedo, novo presidente da CNBB | Foto: CNBB

Eleição para a escolha do novo presidente da CNBB

Na tarde da última segunda-feira, dia 6 de maio, Dom Walmor de Oliveira Azevedo foi eleito o novo presidente da CNBB, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Dom Walmor foi eleito com uma maioria absoluta de votos do total de 301 bispos votantes. A eleição ocorreu na 57ª Assembleia Geral da CNBB que está ocorrendo na cidade de Aparecida (SP).

Como manda o Estatuto da CNBB, o até então presidente cardeal Sergio da Rocha perguntou a dom Walmor se aceita ser presidente. “Aceito com humildade, aceito com temor e aceito à luz da fe”, foram as primeiras palavras que ele dirigiu à plenária da 57ª. Só à luz da fé, segundo dom Walmor, será possível recuperar a força da colegialidade da Igreja no Brasil a partir de uma escuta muito profunda dos irmãos e do povo de Deus. Ele pediu a Deus que não lhe falte sabedoria para assumir este serviço.

Veja também:
6 meses de vida: o emocionante livro de Tom Coelho já está à venda
Membros da CNBB se reúnem em Aparecida para a 57ª Assembleia Geral

Quem é dom Walmor?

Nascido em 26 de abril de 1954, dom Walmor é natural de Côcos (BA). É o primeiro baiano a estar à frente da CNBB. O novo presidente da Conferência é doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana (Roma, Itália) e mestre em Ciências Bíblicas pelo Pontifício Instituto Bíblico (Roma, Itália).

Em fevereiro de 2014, foi nomeado pelo Papa Francisco membro da Congregação para as Igrejas Orientais. Desde 2010, o arcebispo é referencial para os fiéis católicos de Rito Oriental residentes no Brasil e desprovidos de ordinário do próprio rito.

Com mais de 15 livros publicados, dom Walmor é membro da Academia Mineira de Letras, Cidadão Honorário de Minas Gerais e dos municípios de Caeté e Ribeirão das Neves. O novo presidente da CNBB também foi agraciado com a Comenda Dom Luciano Mendes de Almeida, da Faculdade Arquidiocesana de Mariana, e com o título de Doutor Honoris Causa, da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (2012).

Por Redação Catholicus com informações da CNBB

Faça um comentário