Obra do rosto de Cristo impressiona pela beleza e complexidade

Opnamedatum:  2011-04-29

Considerada a obra-prima de Claude Mellan, a “A Face de Cristo” foi feita em 1649, usando uma única linha contínua, em espiral.

Leia também
É grande o número de empresas e entidades que reservam estandes para próxima ExpoCatólica

A técnica usada na obra acima ficou popular recentemente quando a Faber Castell convidou o coreano Chong Chan Hwee para reproduzir uma das obras clássicas de Vermeer, usando uma linha contínua.

 

O vídeo abaixo contém uma demonstração de como funciona.

 

[ot-video type=”youtube” url=”http://youtu.be/vr3wpZP9j1A”]

 

Filho de um funileiro, Mellan passou sua juventude em Paris. Sua primeira gravura foi realizada para uma tese teológica, em 1619. Cinco anos mais tarde, ele se mudou para a Itália com o apoio de Nicolas-Claude Fabri de Peiresc. Em Roma, estudou as obras de Francesco Villamena (falecido em 1624) e tornou-se um aluno de Simon Vouet. Em 1636, Mellan voltou para a França, onde morreu em 1688.

Foram identificadas cerca de 400 gravuras de Mellan, dessas apenas 100 resistiram ao tempo. Mellan gravou muitos retratos, bustos em sua maioria.

Veja abaixo outras obras do artista.

tumblr_na9xflemvg1sknvnko1_1280
“Saint Claire antes do sacramento”

tumblr_mbfjnv0lmg1rrfxv9o1_1280
“Francisco de Assis”

tumblr_mjbyrz6KFY1qex654o1_500
“A Lua”

Por Ideia Fixa

Compartilhe:

Faça um comentário