Só se tem altar, quando há sacrifício!

Desculpe-me, mas altar é só na Igreja Católica onde há o Sacrifício de Cristo. As demais denominações que se dizem cristãs não há Sacrifício, portanto o nome correto não é este, mas sim púlpito.

Assine a Revista Paróquias e receba em casa material sobre Gestão Eclesial

Dentro de nossas Paróquias, alguns acham que aquela elevação de piso onde é celebrada a Santa Missa seja o próprio, mas não é. O altar é a mesa que o Sacerdote utiliza para a consagração e onde são feitas as orações. Note que sempre no início e no final de cada celebração o sacerdote o beija, no caso a mesa.

[Você conhece a ExpoCatólica?!]

Podemos ver o sentido dos altares e as orações em Apocalipse 8, 3-4 “Adiantou-se outro anjo e pôs-se junto ao altar, com um turíbulo de ouro na mão. Foram-lhe dados muitos perfumes, para que os oferecesse com as orações de todos os santos do altar de ouro, que está diante do trono. A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos diante de Deus.”

Procissão de entrada

A procissão de entrada é obrigatória especialmente aos domingos, no qual consiste à entrada dos sacerdotes, dos ministros e das pessoas que irão servir na celebração em procissão da porta da Igreja até o presbitério.

Essa procissão é simbolizada da entrada de Cristo triunfante de Jesus em Jerusalém, conforme São Mateus 21, 1-11.

Fonte: Eucaristia, o pão da vida

[Visitantes também têm lugar na ExpoCatólica]

Faça um comentário