Obrigado e gratidão

Hoje (11) comemoramos o Dia do Obrigado. Uma palavra que atualmente cedeu seu uso à onda da “gratidão”. Mas o que a maioria das pessoas talvez não saiba é que o idioma português nos presenteia com a oportunidade de agradecermos no sentido mais profundo da gratidão. Vamos explicar…

O grande filósofo e doutor da Igreja Católica São Tomás de Aquino escreveu o “Tratado da Gratidão”. Nele, o autor define os três níveis de gratidão:

1- Nível superficial: é aquele racional que presta ao outro apenas um reconhecimento por sua atitude.

2- Nível intermediário: é o de agradecimento, que dá graças, que louva àquele que lhe prestou algum benefício.

3- Nível profundo: é aquele que se compromete com a pessoa que lhe fez o favor, ou a boa atitude. Ele apresenta um nível de vinculação entre as pessoas.

Leia também:
Santuário convoca momento de oração pelo Brasil dia 12
Ana Gabriela lança novo trabalho na Canção Nova

A partir disso, o professor da Universidade de São Paulo (USP) Jean Lauand, durante uma conferência na Universidade Autônoma de Barcelona, na Espanha, teve a seguinte conclusão:

Alguns idiomas, como o inglês e o alemão, agradecem no primeiro nível da gratidão. Thank you e zu danken remetem ao reconhecimento no plano intelectual.

Já, a maioria dos idiomas europeus agradece no segundo nível. Como merci do francêsgrazie do italiano e gracias do espanhol que expressam sobre alguém que dá graças ou dá uma mercê, um agradecimento a outro.

No entanto, apenas o português possibilita agradecer no nível mais profundo da gratidão em apenas uma palavra. O “obrigado” traz o sentido da obrigação, “eu me obrigo com você por ter me feito isso…”, gera o comprometimento mútuo, gera vínculos.

Por isso, no Dia do Obrigado, que tal perceber melhor: quantas vezes ao dia você agradece alguém? As pessoas às quais você agradece, de fato você se compromete com elas? Que tal gerar mais vínculos com as pessoas com as quais convivemos e daí quem sabe conseguiremos viver o verdadeiro sentido da gratidão!

Fonte: A12

Faça um comentário