carro-chefe da igreja

O Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, afirmou que os homens e mulheres que alcançaram o céu “devido ao seu extraordinário testemunho evangélico, atualmente são o carro-chefe da Igreja e da sociedade”.

Segundo informações do jornal do Vaticano, L’Osservatore Romano, o Purpurado fez esta afirmação na segunda-feira, 8 de janeiro, na Pontifícia Universidade Urbaniana.

Leia mais:
O verdadeiro sentido da gratidão expresso na palavra “obrigado”
Bispo alemão propõe dar bênção católica a casais homossexuais

O Cardeal italiano sublinhou que “a meticulosidade que se reserva à elaboração dos produtos de qualidade” é a mesma “usada no processo canônico para chegar à beatificação dos servos de Deus e à canonização dos beatos”.

O Prefeito destacou que “o serviço da Congregação para as Causas dos Santos à Igreja e à sociedade consiste em celebrar os homens e mulheres, jovens e adultos, de toda língua e nação, que viveram heroicamente as virtudes cristãs ou perderam a vida no martírio, expressando com firmeza a própria identidade cristã ante os inimigos de Deus e da Igreja”.

As canonizações e as beatificações, continuou o Cardeal, chegam “no final de um processo preciso e complexo, que conta com o trabalho – além dos oficiais da Congregação e dos numerosos postuladores – de muitos especialistas externos, formados em história, teologia, direito canônico, medicina e ciências humanas”.

Do mesmo modo, o Purpurado também explicou que “o processo canônico, embora fundado em uma qualificada e sustentada experiência pluricelular, nunca está definitivamente fechado, mas permanece sempre aberto a maiores precisões e avanços”.

Uma prova disso, indicou o Cardeal, é o motu proprio do Papa Francisco publicado em 11 de julho de 2017, no qual foi aberta uma terceira via para a beatificação: a oferta da vida.

Os dois caminhos usuais para a beatificação são, e continuam sendo, a vivência heroica das virtudes cristãs e do martírio.

Outro texto que mostra o que foi dito pelo Cardeal é a instrução da Congregação que preside sobre as relíquias da Igreja, publicado em 17 de dezembro de 2017.

Beatificações e canonizações em 2017

Durante o seu discurso na Pontifícia Universidade Urbaniana, o Cardeal recordou que no ano passado foram realizadas 19 cerimônias de beatificação e 2 cerimônias de canonização.

As beatificações foram realizadas na Argentina, no Brasil, na Colômbia, no Japão, na Índia, na Irlanda, na Itália, na Lituânia, na Eslováquia, na Espanha e nos Estados Unidos; enquanto as canonizações foram celebradas em Fátima (Portugal) e no Vaticano.

No ano passado, o Papa Francisco presidiu as canonizações dos pastorinhos de Fátima, em Portugal; e das crianças mártires de Tlaxcala e dos protomártires do Brasil, no Vaticano.

Fonte: ACI Digital

Faça um comentário